Milhares de pessoas com prescrição para testes de COVID-19 aguardam marcação

Unilabs Portugal com a capacidade de realização de cerca de mil testes diários à COVID-19 não consegue dar resposta ao um número crescente de pedidos referenciados pelo Serviço Nacional de Saúde ou com prescrição médica para o teste de diagnóstico.

0
Milhares de pessoas com prescrição para testes de COVID-19 aguardam marcação
Milhares de pessoas com prescrição para testes de COVID-19 aguardam marcação. Foto: © Rosa Pinto

A Unilabs indicou que nas última 72 horas verificou-se um aumento exponencial de solicitações para a marcação de testes de rastreio à COVID-19, situação que tem criado dificuldades na sua marcação para milhares de pessoas.

Nesse sentido a Unilabs Portugal referiu, em comunicado, que é importante informar que a sua capacidade de realização é de cerca de 1000 testes por dia, em todo o país. Uma capacidade que tem sido coordenada em conjunto com as autoridades de saúde, de modo a ajudar no rastreio da população em mais de 12 locais.

Além deste rastreio, a Unilabs Portugal tem de responder a solicitações de outras entidades também consideradas prioritárias no contexto atual, como os hospitais públicos, lares de idosos, bem como outras entidades de saúde cujo normal funcionamento necessita destes testes.

Todos os grupos laboratoriais privados, com capacidade para juntar esforços no combate a esta pandemia, estão a fazê-lo, apoiando a resposta nacional. A Unilabs Portugal está a fazer um esforço interno sem precedentes, com o apoio de autarquias, autoridades de saúde e outras instituições privadas e sociais, para dar o seu melhor contributo.

A Unilabs indicou que o Call Center tem atendido todas as chamadas possíveis, e continua aberto a marcações, nos períodos onde ainda exista disponibilidade. No entanto, pede a compreensão de quem necessita de realizar os testes, dada a capacidade de realização de testes ter um limite diário. Não apenas a da Unilabs, mas a do país como um todo.

Refere ainda que a prioridade é ajudar a realizar o maior número de diagnósticos de COVID-19 e por isso está a fazer o maior esforço para articular os pedidos de marcação dos utentes referenciados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) e/ou pessoas suspeitas de infeção com prescrição médica, com a capacidade interna de realização e processamento das análises de forma eficaz, rigorosa e, em tempo útil e acima de tudo, segura.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!