Minho Young Chef Awards procura o talento da gastronomia minhota

Segunda edição do Minho Young Chef Awards decorre nos dias 2 e 3 de maio na escola de hotelaria AESAcademy, em Vila Nova de Famalicão. Um evento para descobrir o talento da gastronomia minhota.

0
Minho Young Chef Awards procura o talento da gastronomia minhota
Minho Young Chef Awards procura o talento da gastronomia minhota

O concurso Minho Young Chef Awards 2019 (MYCA) vai continuar a descobrir o talento dos jovens estudantes de gastronomia na região minhota. A competição decorre nos dias 2 e 3 de maio na escola de hotelaria AESAcademy, em Vila Nova de Famalicão.

Doze jovens talentosos concorrentes das escolas minhotas vão competir na segunda edição do Minho Young Chef Awards. Cada participante vai preparar uma versão inovadora de um prato regional tradicional da região, utilizando variedades endógenas do mar, do rio ou da terra.

Este ano, o MYCA vai contar com várias novidades, incluindo dois prémios para o segundo e terceiro lugar. Numa parceria com a adega de ponte da barca, os alunos vão ter formação em vinhos na escola.

Para Rafael Oliveira, responsável pelo MYCA, “esta iniciativa é uma oportunidade para networking entre os alunos e as escolas da região que participam na mesma, bem como, uma oportunidade de aprenderem sobre a cultura gastronómica do Minho e os seus produtos endógenos”.

A competição conta com a avaliação de chefs e especialistas regionais e nacionais. António Loureiro, estrela Michelin, é o presidente do júri e o Renato Cunha é o embaixador do MYCA 2019.

A comida é muitas vezes um serviço diferenciador para as regiões e uma forma de apoiar o desenvolvimento regional. “Ao incentivar os jovens chefs a trabalharem e valorizarem a diversidade dos produtos endógenos e a diferenciação regional, esperamos inspirar futuros embaixadores da gastronomia e da cultura Minhota”, referiu Rafael Oliveira.

Os candidatos escolhem um prato e explicam a interpretação da história e apresentação do prato, como: a origem e a ligação do prato ao seu território local. A inovação numa receita tradicional deve ser demonstrada no prato apresentado na competição. Os candidatos são também ser acompanhados por um colega dos cursos de restaurante/bar para a defesa da harmonização de vinho verde da região, para acompanhar o prato.

No dia anterior à competição, os concorrentes são desafiados a preparar duas porções do prato tradicional como seria apresentado em suas casas e/ou nos restaurantes locais para que a inovação / transformação do prato seja demonstrada de forma eficaz ao júri, e este tenha conhecimento do prato na sua vertente mais tradicional e genuína acompanhado pelo vinho escolhido para a harmonização.

O Minho Young Chef Awards está aberto a alunos de artes culinárias das escolas do Minho e que tenham concluído a sua formação até 2018. Para participar, os jovens chefs devem ter entre 16 e 26 anos e frequentar ou ter frequentado uma escola oficial de gastronomia no Minho.

O primeiro lugar do MYCA irá representar o Minho no concurso internacional EuropeanYoung Chef Awards, promovido pelo IGCAT na Ilha de Rodes na Grécia, nos dias 22 a 24 de Outubro.

A apresentação da segunda edição do Minho Young Chef Awards 2019 decorreu hoje, 24 de abril, no Paço dos Duques, em Guimarães, e contou com a presença de José Maria Costa, Presidente da Direção do Consórcio Minho Inovação/ Presidente da CIM Alto Minho, de António Vilela Vice-Presidente da CIM do Cávado e de Raul Cunha, Presidente da CIM do Ave.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!