Navio-Escola Sagres interrompe viagem pelo mundo e regressa a Lisboa

Pandemia de COVID-19 que afeta mais de 180 países leva o Navio-Escola Sagres a regressar a Lisboa. Limitações dos países na atracação e desembarque de tripulações e passageiros de navios nos portos impede a viagem de circum-navegação.

0
Navio-Escola Sagres interrompe viagem pelo mundo e regressa a Lisboa
Navio-Escola Sagres interrompe viagem pelo mundo e regressa a Lisboa. Foto: © Rosa Pinto

Com a pandemia da COVID-19 a afetar mais de 180 países em todo o mundo, o Navio-Escola Sagres, que deve chegar amanhã, dia 25 de março, à Cidade do Cabo, na África do Sul, vai regressar a Lisboa.

A decisão de interromper a viagem pelo mundo no âmbito da Viagem comemorativa dos 500 anos da Circum-navegação de Fernão de Magalhães foi motivada pelas “medidas de segurança que os diferentes países estão a adotar para protegerem os seus portos, Portugal incluído, limitando a atracação e desembarque de tripulações e passageiros de navios, inviabilizando o pleno cumprimento da missão”, refere o Ministério da Defesa Nacional (MDN) em comunicado.

O MDN referiu ainda que “por haver restrições de desembarque em muitos portos e cidades, e por ser desaconselhável a realização de visitas ao navio, “entendeu que não estavam reunidas as condições para prosseguir esta missão de promover o nome de Portugal pelo mundo e de celebrar, junto das populações e da diáspora, o feito histórico da primeira viagem de circum-navegação, iniciada há 500 anos por Fernão de Magalhães”.

“Acresce que a continuidade desta expedição poderia potenciar um maior risco de contágio entre os 142 elementos da guarnição, que se encontram bem de saúde”, indicou ainda o MDN.

Com o regresso do Navio Sagres a Lisboa, previsto para meados de maio, o MDN indicou que “a possibilidade de se retomar a viagem de circum-navegação, eventualmente noutros moldes e com uma rota distinta, será equacionada quando for oportuno, e nomeadamente depois de extinta a atual pandemia”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!