OMS pede medidas agressivas para combater doenças não transmissíveis

Doenças não transmissíveis são responsáveis por mais de 74% das mortes no mundo e pelas situações da COVID-19 grave e de morte. OMS pede políticas públicas de saúde para combater diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, cancro e doenças respiratórias.

0
OMS pede medidas agressivas para combater doenças não transmissíveis
OMS pede medidas agressivas para combater doenças não transmissíveis. Foto: OMS

O Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Michael R. Bloomberg fundador da Bloomberg Philanthropies pediram hoje uma ação urgente no combate às doenças não transmissíveis, como diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, cancro e doenças respiratórias. Estas doenças são responsáveis por mais de 74% das mortes em todo o mundo e têm contribuído para os piores desfechos de pacientes com a COVID-19.

“A pandemia COVID-19 destacou o perigo das doenças não transmissíveis e sinalizou a necessidade urgente de políticas públicas de saúde mais fortes e de investimentos para as prevenir”, referiu Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da OMS.

O Diretor-Geral da OMS acrescentou que os líderes mundiais de governos e dos negócios devem tomar medidas agressivas para prevenir as doenças não transmissíveis. Menos doenças não transmissíveis significaria menos mortes durante a pandemia.”

“A maioria dos que morreram de COVID-19 tinha uma doença não transmissível subjacente, como doença cardiovascular, diabetes, doença pulmonar crónica ou cancro. As doenças não transmissíveis são responsáveis ​​por quase três quartos de todas as mortes em todo o mundo, e a escala e a urgência do problema foram enfatizadas pela COVID-19.

As doenças não transmissíveis podem ser evitadas, disse Michael R. Bloomberg, Embaixador Global da OMS para Doenças e Lesões Não Transmissíveis, que tem trabalhado com a OMS para reduzir o uso do tabaco, no apoio a dietas mais saudáveis, no combate a doenças cardiovasculares e no fornecimento de dados de saúde para uma melhor orientação das ações a tomar.

Atualmente, as doenças não transmissíveis matam mais de 40 milhões de pessoas todos os anos. Essas condições crónicas também aumentaram o número de mortes causadas pela COVID-19, que já ceifou mais de dois milhões de vidas. Pessoas obesas, que usam tabaco e que têm hipertensão têm maior risco de serem hospitalizadas e morrer pela COVID-19.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!