Os dez conselhos da APIC para prevenir a doença coronária

“A Saúde do Coração não Tira Férias”. O mote é da campanha nacional de consciencialização para a doença coronária promovida pela Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular.

0
Os dez conselhos da APIC para prevenir a doença coronária
Os dez conselhos da APIC para prevenir a doença coronária

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) promove campanha nacional de consciencialização para a doença coronária com o mote “A Saúde do Coração não Tira Férias”. A APIC pretende alertar para a importância de manter um estilo de vida saudável também no período de férias, como forma de prevenção da doença coronária.

A iniciativa recorre a vídeo para transmitir os 10 conselhos principais para prevenir a doença coronária. Para João Brum Silveira, presidente da APIC “é importante que as pessoas estejam conscientes de que não devem ignorar os sintomas de alarme para o enfarte agudo do miocárdio. Mesmo em tempo de férias, é preciso manter os cuidados regulares com o coração”.

A doença coronária carateriza-se pela acumulação de depósitos de gordura no interior das artérias que fornecem sangue ao coração. Esses depósitos causam um estreitamento ou obstrução das artérias o que provoca uma diminuição dos níveis de oxigénio e nutrientes que chegam às células do músculo cardíaco.

A adoção de um estilo de vida saudável optando por uma alimentação equilibrada, evitando os alimentos ricos em sal e em gorduras, praticando exercício físico, e evitando situações de stress e o consumo excessivo de álcool e de tabaco, são cuidados essenciais na prevenção da doença coronária.

“Nunca é demais lembrar que é primordial tomar sempre a medicação prescrita pelo médico e não faltar às consultas agendadas; vigiar a pressão arterial e os níveis de colesterol; e caso tenha sintomas como dor no peito, suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade, não os ignore, ligue o 112 e siga a instruções que lhe forem dadas. Mantenha-se sempre informado sobre a saúde cardiovascular”, conclui João Brum Silveira.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!