28 Novembro 2022

Tag: Doenças cardiovasculares

Vacina da gripe diminui risco de morte em doentes cardiovasculares

Vacina da gripe diminui risco de morte em doentes cardiovasculares

Pacientes com insuficiência cardíaca podem diminuir risco de morte ao tomarem a vacina contra a gripe. Estudo internacional mostra que a vacina contra a gripe pode evitar um sexto das mortes por doenças cardíacas e prevenir hospitalizações.
Polipílula diminui risco de doença cardiovascular e AVC

Polipílula diminui risco de doença cardiovascular e AVC

Especialistas de cardiologia concluem que a polipílula pode evitar, todos os anos, milhões de mortes prematuras, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais (AVC isquémico). Medicamentos compostos com estatinas e aspirina.
É um ataque cardíaco? Ou uma dissecção da aorta?

É um ataque cardíaco? Ou uma dissecção da aorta?

Dor intensa no peito ou nas costas pode ser uma dissecção da aorta. Os sintomas podem confundir pacientes, médicos e enfermeiros, atrasar o diagnóstico e conduzir à morte. Cirurgiões cardiovasculares aconselham ida a serviço de urgências.
Tenha mão no seu coração, para não ter o coração nas mãos

Tenha mão no seu coração, para não ter o coração nas mãos

Campanha da Merck, lançada em maio, no âmbito do Mês do Coração, alerta para fatores de risco das doenças cardiovasculares. Vigiar a hipertensão e a frequência cardíaca são um dos conselhos que pode fazer a diferença.
Fernando Pinto, Assistente Graduado Sénior de Cardiologia no CHEDV, Membro da Comissão Científica da Sociedade Portuguesa do AVC e Ex-Presidente da Sociedade Portuguesa de Hipertensão

Impacto da Hipertensão Arterial na principal causa de morte em Portugal: o AVC

Acidente Vascular Cerebral e Enfarte Agudo do Miocárdio são as principais doenças cardio-cérebrovasculares responsáveis pela morte prematura. O Cardiologista Fernando Pinto lembra, neste seu artigo, que a Hipertensão Arterial é o principal fator de risco.
Diogo Cruz, Médico Internista / Sociedade Portuguesa Medicina Interna

Hipertensão Arterial: Uma vida mais saudável e livre de doença

Hipertensão é um fator de risco de doenças do cérebro e cardiovasculares, que são a principal causa de morte em Portugal. O médico internista Diogo Cruz alerta, neste seu artigo, para o diagnóstico e controlo da doença, sobretudo por terapêuticas não farmacológicas.
Diogo Cruz, Médico Internista / Sociedade Portuguesa Medicina Interna

Pratiquemos atividade física! – Dia Mundial da Atividade Física

Benefícios do exercício físico são comparáveis ou melhores que algumas terapêuticas farmacológicas, indica o médico Diogo Cruz, e alerta para a baixa atividade física dos portugueses e as principais causas de mortalidade serem as doenças cérebro e cardiovasculares.
Doenças cardiovasculares aumentam entre pessoas que tiveram COVID-19

Doenças cardiovasculares aumentam entre pessoas que tiveram COVID-19

Pessoas que tiveram COVID-19, mesmo leve, têm maior risco de sofrer de complicações cardiovasculares graves. Estudo de investigação mostra um forte impacto da COVID-19 no aumento de doenças cardiovasculares.
João Brum Silveira, cardiologista de intervenção e coordenador do Stent Save a Life.

Como prevenir o enfarte agudo do miocárdio?

Em cada ano, mais de 12.000 portugueses sofrem um enfarte agudo do miocárdio. A prevenção é o melhor remédio. O médico João Brum Silveira esclarece, neste seu artigo, o que é um enfarte agudo do miocárdio, como preveni-lo e os melhores tratamentos.
Cardiologistas alertam para fatores de risco para o enfarte como a diabetes

Cardiologistas alertam para fatores de risco para o enfarte, como a diabetes

Enfarte agudo do miocárdio é uma condição grave de saúde que pode levar à morte, por isso a importância da prevenção. Ao assinalar o Dia Mundial da Diabetes a Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular alerta que a diabetes mellitus é um dos fatores de risco.

Siga-nos nas redes sociais

DESTAQUE

MAIS LIDAS