Os oito conselhos da APDP para diabéticos na época natalícia

Na época natalícia, que é conhecida por alguns excessos na alimentação, a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal indica alguns conselhos aos diabéticos bem como recomendações em tempo de pandemia.

0
Os oito conselhos da APDP para diabéticos na época natalícia
Os oito conselhos da APDP para diabéticos na época natalícia

A Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) alerta os diabéticos para que neste Natal sejam duplicados os cuidados e a redução dos riscos que coloquem em causa a saúde.

A época natalícia é conhecida por alguns excessos, um tempo de celebração que deve ser feita com alguns cuidados em casa de pessoas com diabetes. E este ano, devido à pandemia da COVID-19, os cuidados devem ser redobrados, indica a APDP que alertar para a importância de uma alimentação saudável e uma postura de prevenção contra o contágio do novo coronavírus.

“A época natalícia pode ser extremamente desafiante para quem lida com a diabetes. É preciso saber antecipadamente quais os cuidados a ter. Isto não significa evitar participar nos jantares familiares ou fazer esforços maiores do que os já recomendados para a vida diária. O objetivo é que uma pessoa com diabetes consiga controlar e estabilizar os níveis de glicose no sangue, evitando um pior controlo de glicemia”, afirmou José Manuel Boavida, presidente da APDP.

Como tal, a solução para controlar a diabetes não passa por evitar ocasiões especiais, como o Natal, mas ter cuidados. A APDP deixa alguns conselhos que considera essenciais a ter em conta durante este período:

  1. Opte por cozinhar os pratos e doces em casa. Desta forma poderá saber mais facilmente o que come e o seu impacto na glicemia;
  2. Substitua alguns ingredientes e ajuste os métodos culinários ao cozinhar os pratos típicos. Uma ceia de Natal mais saudável pode ser composta por pratos tradicionais e com o mesmo aspeto e sabor, mas com menos calorias. Optar pelo leite e iogurtes magros, não deixar que os alimentos fritos absorvam muito óleo e reduzir a quantidade de açúcar das receitas são algumas das possibilidades;
  3. Controle a quantidade de comida e calcule os hidratos de carbono que ingere. O controlo dos hidratos de carbono é uma ferramenta fundamental, visto que os hidratos de carbono são o principal nutriente com efeito na glicemia após a refeição. Um método cada vez mais utilizado em pessoas com diabetes tipo 1, com esquemas de insulina intensivos, nos quais a dose de insulina de ação rápida é ajustada de acordo com a quantidade de hidratos de carbono de cada refeição. A associação disponibiliza as tabelas aqui;
  4. Pode comer um doce sem que a glicemia fique desnivelada. A estratégia é muito simples: num dia especial, como o de Natal, pode eliminar ou reduzir outros hidratos de carbono de uma refeição, como o pão, as batatas, o arroz ou a massa, para conseguir incluir um doce. O ideal será fazê-lo se tiver um controlo aceitável da diabetes e apenas poucas vezes;
  5. Evite ir comendo enquanto cozinha. Este hábito impede o controlo da quantidade de comida ingerida;
  6. Faça caminhadas, dance ou faça outra atividade física mesmo durante a quadra festiva. Em conjunto com a alimentação saudável, a atividade física faz parte do tratamento das pessoas com diabetes;
  7. Faça as compras com antecedência. Desta forma, terá tempo para fazer uma lista dos pratos e doces que vai confecionar, comprando apenas aquilo de que necessita.

Mas para além dos oito conselhos a APDP faz também algumas recomendações dado que num ano marcado pela pandemia, os cuidados devem passar também pela prevenção do contágio de infeção da COVID-19.

“Apesar de não terem mais probabilidade de contrair COVID-19 do que a população em geral, as pessoas com diabetes são um dos grupos mais vulneráveis em relação ao risco de complicações graves. Como tal, durante o Natal é crucial continuar a adotar cuidados redobrados para evitar o contágio”, explicou João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP.

O distanciamento físico, menor tempo com a família alargada em espaços fechados, e usar máscara. Em caso de infeção por COVID-19, deverá continuar a tomar a medicação para a diabetes, sem nunca interromper o tratamento com insulina, fazer a recolha dos dados de glicemia de quatro em quatro horas, beber mais líquidos para evitar a desidratação, e verificar a temperatura diariamente, de manhã e à noite.

A APDP disponibiliza um manual de apoio para as pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 e para os seus cuidadores. O manual contém as principais normas e recomendações para a época natalícia. Está também disponível a Linha de apoio Diabetes disponível todos os dias, entre as 9h00 e as 17h00, através do telefone 213 816 161.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!