Pilar Europeu dos Direitos Sociais tem Declaração assinada na Suécia

    Em Gotemburgo, na Suécia, os dirigentes europeus debateram o Pilar Europeu dos Direitos Sociais apresentado pelo Presidente da Comissão Europeia, e assinaram uma Declaração com 20 princípios.

    0
    1
    Partilhas
    Jean-Claude Juncker, Stefan Lofven, Antonio Tajani
    Jean-Claude Juncker, Stefan Lofven, Antonio Tajani. Foto: © UE

    Os dirigentes da União Europeia assinaram hoje a Declaração do Pilar Europeu dos Direitos Sociais na Cimeira Social para o Emprego Justo e o Crescimento. A Declaração foi assinada em Gotemburgo, na Suécia, onde decorreu a Cimeira Europeia.

    A Declaração foi assinada pelo Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, pelo Presidente Tajani pelo Parlamento Europeu e pelo Primeiro-Ministro Ratas pelo Conselho da União Europeia, em que o Presidente Juncker afirmou: “Este é um momento-chave para a Europa. A União sempre foi fundamentalmente um projeto social. É mais do que um mero mercado único, mais do que dinheiro, mais do que o euro. Trata-se dos nossos valores e da forma como queremos viver.”

    Para o Presidente da Comissão “o modelo social europeu tem-se revelado uma história de sucesso e fez da Europa um excelente lugar a nível mundial para se viver e trabalhar”, e hoje, são reafirmados “os nossos valores comuns e assumimos um compromisso relativamente a um conjunto de 20 princípios e direitos, que vão desde o direito a um salário justo até ao direito a cuidados de saúde; desde a aprendizagem ao longo da vida a um melhor equilíbrio entre vida profissional e familiar e igualdade de género em matéria de rendimento mínimo.”

    A declaração do Pilar dos Direitos Sociais assinada, hoje, em Gotemburgo, “surge num momento crucial para imprimir uma forte dimensão social no futuro da União Europeia”, numa data que “foi escolhida deliberadamente e faz da dimensão social da Europa a primeira etapa na nossa via até Sibiu.”

    Mas “a dimensão social da Europa no seu conjunto, só será forte se lhe dermos essa possibilidade”, referiu o Presidente Juncker, e acrescentou: “Trata-se de uma responsabilidade conjunta que começa a nível nacional, regional e local, e desempenha um papel essencial para os parceiros sociais e a sociedade civil.”

    Deixe um comentário

    Seja o primeiro a comentar!

    wpDiscuz