Põe o teu sono na agenda

Campanha “Põe o teu sono na agenda”, tem como objetivo de aumentar a sensibilização dos portugueses para a necessidade de se programarem as horas de sono. A campanha lançada pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia permitiu assinalar o Dia Mundial do Sono.

0
Põe o teu sono na agenda
Põe o teu sono na agenda. Foto: DR

Para assinalar o Dia Mundial do Sono, a Comissão de Trabalho de Patologia Respiratória do Sono da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) lançou Campanha “Põe o teu sono na agenda”. A campanha, desenvolvida em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Medicina do Trabalho (SPMT), pretende sensibilizar para a importância de um planeamento de horas de sono, em especial para quem trabalha por turnos.

No dia 16 de março, em Lisboa, uma ação da SPP permitiu a distribuição de folheto informativo com recomendações para os casos em que existe trabalho noturno bem como indicações sobre as medidas de higiene do sono mais corretas a adotar, e o levantamento, através de um questionário, da avaliar dos hábitos de sono.

Impacto na saúde do trabalho por turnos

Susana Sousa, secretária da Comissão de Trabalho de Patologia Respiratória do Sono referiu: “Nos últimos anos, vários autores têm sugerido existir, também, uma relação entre as perturbações do sono e o aumento do risco de cancro, nomeadamente entre o distúrbio do sono associado ao trabalho por turnos e o cancro da mama, melanoma e cancro colo-rectal”, a especialista acrescentou: Têm sido propostos vários mecanismos mas são necessários mais estudos para explicar esta possível relação epidemiológica”.

Para a médica pneumologista e perante esta realidade, “são necessárias estratégias de intervenção preventiva”, e “é mandatário que se programe o sono da mesma forma que se planeia, por exemplo, o dia de trabalho.”

Jorge Barroso Dias, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina do Trabalho, considera que é importante a consciência de que “o sono e o descanso são parte integrante das obrigações do trabalhador, são intrínsecos ao próprio trabalho. Neste âmbito”, salientou o especialista, é “particular preocupação o cado dos profissionais de saúde que por inerência são trabalhadores noturnos e, tão frequentemente, saem de um turno noturno para começarem, logo a seguir, um turno diurno sem descanso!”, e “outra classe profissional com este problema crónico são os taxistas.”

Nesta realidade o médico especialista em Medicina do Trabalho deixou o apelo: “Todos os portugueses podem ajudar nesta campanha, todos somos responsáveis por cuidar dos nossos familiares, amigos e colegas de trabalho alertando para a importância de ‘pôr o nosso sono na nossa agenda’”.

O Dia Mundial do Sono, criado pela World Sleep Society, é assinalado anualmente juntando médicos, investigadores e pacientes num trabalho conjunto de sensibilização para a importância do sono e o seu impacto na saúde. O mote global para este ano é “Join the Sleep World, Preserve Your Rhythms to Enjoy Life”, chamando precisamente a atenção para a necessidade de “cuidarmos dos nossos ritmos para podermos disfrutar da vida” é e inspirado na atribuição do Prémio Nobel da Medicina de 2017 a três investigadores cujo trabalho foi dedicado ao estudo dos ritmos circadianos, período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia o ciclo biológico, sendo influenciado por fatores como a variação de luz e temperatura e entre o dia e a noite.

A Campanha “Põe o teu sono na agenda” deixa algumas recomendações para os casos em que existe trabalho noturno:

Fazer uma sesta de 30 a 60 minutos antes do início do turno;

Manter exposição à luz na primeira metade do turno;

Gerir e dividir tarefas em equipa, programando tarefas que exijam menos atenção para a segunda metade do turno;

Na segunda metade do turno evitar bebidas com cafeína e psicoestimulantes;

Após o turno deve ser evitada a exposição a luz solar;

Após uma noite de trabalho, tomar uma refeição ligeira e dormir num ambiente calmo, sem luz ou ruído;

Durante o período de sono deve ser desligado o telemóvel uma vez que a sociedade não está preparada para o sono durante o dia e as solicitações podem impedir um sono com qualidade e quantidade;

Se necessário utilizar tampões auriculares para conseguir um ambiente sem ruído (o período de sono durante o dia é muitas vezes interrompido por ruídos da circulação de viaturas, obras públicas, etc)

Nos restantes dias adotar medidas de higiene do sono que incluam:

Horário regular de sono;

Evitar consumo de álcool (sobretudo nas 4h antes de deitar) e não fumar;

Evitar refeições pesadas/excesso de açúcar/picantes nas 4h antes de deitar;

Praticar exercício físico de forma regular;

Manter o quarto com temperatura adequada, sem ruído e sem luz;

Evitar ver televisão no quarto ou utilização de telemóvel/computador antes de dormir.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!