Presos 800 criminosos por atividades onde usavam comunicação encriptada

Numa grande e complexa operação contra atividades criminosas encriptadas, autoridades policiais de vários países e apoio da Europol foram presos 800 criminosos, dezenas de toneladas de drogas, 250 armas, 55 veículos e mais de 48 milhões de dólares.

0
Presos 800 criminosos por atividades onde usavam comunicação encriptada
Presos 800 criminosos por atividades onde usavam comunicação encriptada. Foto: © Rosa Pinto

O Federal Bureau of Investigation (FDI) dos EUA, a Polícia Nacional Holandesa e a Autoridade de Policia Sueca, em cooperação com a US Drug Enforcement Administration (DEA) e autoridades de 16 outros países, e como o apoio da Europol, realizaram uma das maiores e mais sofisticadas operações contra atividades criminosas que usavam comunicação encriptada.

A Europol descreve que desde 2019, o FDI, em estreita coordenação com a Polícia Federal Australiana desenvolveu estrategicamente e operou secretamente uma empresa de dispositivos encriptados, chamada ANOM, que cresceu para dar resposta a mais de 12.000 dispositivos encriptados para mais de 300 sindicatos do crime operando em mais de 100 países, incluindo o crime organizado italiano, gangues de motociclistas ilegais e organizações internacionais de tráfico de drogas.

O objetivo das polícias era atingir organizações globais de crime organizado, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, independentemente de onde operassem, para isso oferecer um dispositivo c com recursos procurados pelas redes do crime organizado para persuadir redes criminosas a usar o dispositivo.

O FBI e autoridades policiais de 16 outros países desta coligação internacional, apoiados pela Europol e em coordenação com a DEA, analisaram as 27 milhões de mensagens obtidas e reviram-nas durante 18 meses enquanto os criminosos utilizadores da ANOM discutiam suas atividades criminosas.

A operação, conhecida como OTF Greenlight / Trojan Shield, é uma das maiores e mais sofisticadas operações de aplicação da lei, até o momento, na luta contra atividades criminosas com recurso a dispositivos encriptados.

Nos últimos dias foram executadas em 16 países mais de 700 buscas domiciliárias, mais de 800 prisões e a apreendidas mais de 8 toneladas de cocaína, 22 toneladas de cannabis e resina de cannabis, 2 toneladas de drogas sintéticas (anfetaminas e metanfetaminas), 6 toneladas de precursores de drogas sintéticas, 250 armas de fogo, 55 veículos de luxo e mais de 48 milhões de dólares em várias moedas e criptomoedas em todo o mundo.

A Operação Trojan Shield / Greenlight vai permitir à Europol melhorar ainda mais o quadro de informações sobre o crime organizado que afeta a UE devido à qualidade das informações recolhidas. Este quadro de inteligência melhorado apoiará o esforço contínuo na identificação de alvos criminosos operacionais de alto valor e à escala global.

Procura por plataformas encriptadas por criminosos

As redes criminosas exercem uma grande procura por plataformas de comunicação encriptadas para facilitar suas atividades criminosas. No entanto, o mercado de plataformas encriptadas é considerado volátil. Em julho de 2020, a plataforma encriptada EncroChat foi desmantelada pela Task-force Operacional EMMA que envolveu a França e a Holanda. Uma operação internacional que provocou ondas de choque no submundo do crime em toda a Europa e foi seguida em 2021 por outra operação semelhante, quando autoridades judiciais e policiais da Bélgica, França e Holanda, bloquearam com sucesso o uso de comunicações encriptadas de redes de crime organizado através do serviço de comunicação Sky ECC.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!