Projeto SpraySafe do IPB vence prémio Europeu de Inovação Social

SpraySafe, um projeto de investigadores do Centro de Investigação de Montanha do Instituto Politécnico de Bragança, é um dos três vencedores do Concurso Europeu de Inovação Social de 2019. Trata-se de um spray comestível para preservar produtos alimentares.

0
Projeto SpraySafe do IPB vence prémio Europeu de Inovação Social
Projeto SpraySafe do IPB vence prémio Europeu de Inovação Social

O projeto português SpraySafe, um spray comestível para preservar produtos alimentares que reduz a necessidade de embalagens plásticas é um dos três vencedores do Concurso Europeu de Inovação Social de 2019. O projeto foi desenvolvido pelo Centro de Investigação de Montanha do Instituto Politécnico de Bragança (IPB).

A tecnologia SpraySafe é baseada em ingredientes naturais, sustentáveis ​​e comestíveis, como extratos vegetais e biopolímeros, que podem ser utilizados para revestir alimentos. Estes estratos reduzem oxidação, perda de humidade e contaminação microbiana.

A tecnologia está disponível como uma solução de imersão ou de pulverização e pode ser aplicado em vários alimentos, e ao revestir os alimentos, substitui os invólucros e os recipientes de plástico.

As embalagens plásticas são uma solução de “uso único” para conservação de alimentos e produzem milhões de toneladas de resíduos plásticos anualmente, e os recipientes de plástico, embora possam ser reutilizados, também são produzidos de maneira insustentável e, quando descartados, constituem uma alta carga de poluição. Assim, SpraySafe apresenta-se como uma alternativa natural ao plástico.

O Concurso Europeu de Inovação Social de 2019 da Comissão Europeia, sob o tema, “Desafiando o desperdício de plástico”, selecionou três projetos entre 543 candidatos como soluções inovadores a premiar com uma doação de 50.000 euros cada, por dizerem respeito a soluções inovadoras para promover a reutilização, reciclagem, redução de resíduos de plástico e promover mudanças de comportamento.

Os premiados foram para além do projeto português SpraySafe, do IPB, o MIWA da República Checa, um sistema circular de distribuição e venda de produtos alimentícios e não alimentícios com embalagens reutilizáveis, e o VEnvirotech de Espanha, uma empresa de biotecnologia que transforma resíduos orgânicos em plásticos biodegradáveis ​​usando bactérias.

Elżbieta Bieńkowska, Comissária responsável pelo Mercado Interno, Indústria, Empreendedorismo e PME, felicitou os vencedores, e referiu: “Combater a poluição por plásticos exige comprometimento, investimento, mas também criatividade, uma ação que “está de acordo com nossa Estratégia de Plásticos e a Aliança Circular de Plásticos”.

A Comissão também concedeu o Prémio Impacto de 2019 ao MTOP Goes Digital, da Áustria, um programa de aprendizagem que ajuda jovens altamente qualificados os migrantes a entrar nos mercados de trabalho locais.

O Prémio Impacto foi concedido a um dos semifinalistas do Concurso Europeu de Inovação Social do ano anterior, em reconhecimento ao impacto social positivo que o projeto teve no período desde a última competição.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!