Rali Morocco Desert Challenge já começou

Rali Morocco Desert Challenge teve hoje a verificação administrativa e técnica e a primeira etapa começa amanhã, dia 18 de abril, a partir Plage Blanche e termina em Icht. A piloto Elisabete Jacinto está confiante num bom lugar neste rali.

0
1
Partilhas
Rali Morocco Desert Challenge, equipa portuguesa
Rali Morocco Desert, Challenge, equipa portuguesa. Foto: DR

Estão terminadas as verificações administrativas e técnicas do rali Morocco Desert Challenge, que decorreram hoje, dia 17 de abril, em Agadir. A piloto Elisabete Jacinto e a equipa ‘Bio-Ritmo’ submeteram a controlo toda a documentação exigida pela organização, bem a verificação de conformidade técnica de todos os veículos admitidos em prova.

A equipa portuguesa é formada por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho, e vai alinhar no grande evento desportivo com o número de prova 506. Para além do dia ser dedicado aos controlos e verificações as equipas aproveitaram para conviverem e estabelecerem algum relacionamento antes início do rali.

Rali Morocco Desert Challenge, equipa portuguesa.
Rali Morocco Desert Challenge, equipa portuguesa. Foto: DR

Os portugueses, que participam aos comandos de um MAN TGS, têm como principal objetivo para esta competição a conquista um lugar de pódio entre os camiões, apesar de reconhecerem que existem muitas dificuldades numa prova desta natureza, principalmente no que diz respeito aos percursos apresentados pela organização da prova, mas acreditam que é possível lutar por uma boa classificação.

Elisabete Jacinto indicou que o “que mais a impressiona nesta corrida é não apenas o número de camiões presentes, mas o seu nível de preparação. Cada um deles é uma montra da capacidade de preparação de cada equipa. Se o nível de andamento for equivalente esta corrida promete ser bastante disputada”.

A primeira etapa do Morocco Desert Challenge começa amanhã, dia 18 de abril, na lendária Plage Blanche, que fica a 250 quilómetros de Agadir, e termina em Icht. Serão cumpridos 387 quilómetros cronometrados, numa especial onde vão predominar as passagens rápidas e técnicas que vão alternar com percursos mais arenosos.

As maiores dificuldades do dia terão lugar na passagem pelo rio Draa que, por estar seco grande parte do ano, apresenta percursos bastante complexos de ultrapassar. Para chegar à Plage Blanche os concorrentes terão ainda de percorrer cerca de 200 km de estrada pelo que a totalidade da etapa ultrapassará os 600 km.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz