Receitas do turismo crescem 9,6% em 2018

Número de hóspedes, em Portugal, ultrapassou os 25 milhões, em 2018. As receitas turísticas cresceram 9,6% em 2018 em relação a 2017, atingindo 16,6 mil milhões de euros. O alojamento local bate novo recorde passando as 9,3 milhões de dormidas.

0
Receitas do turismo crescem 9,6% em 2018
Receitas do turismo crescem 9,6% em 2018. Foto: © Rosa Pinto

A atividade turística, em Portugal, bateu novos recordes em 2018. Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam, que o país recebeu 25,2 milhões de hóspedes em 2018, o que correspondeu a um crescimento de 5,1% face a 2017.

Em 2018 o número de dormidas também atingiu um novo recorde ao ultrapassar as 67,7 milhões de dormidas. Um crescimento de 3,1% face ao ano anterior.

Sobre as receitas os dados vêm confirmar os já divulgados anteriormente pelo Banco de Portugal, indicando que as receitas turísticas atingiram em 2018 um novo recorde, ao atingirem os 16,6 mil milhões de euros, uma subida de 9,6% em relação a 2017. A balança turística também cresceu 9,7%, fixando-se em 11,9 mil milhões de euros, uma subida de 52% desde 2015.

As receitas turísticas cresceram 45% desde 2015 até 2018, o número de hóspedes cresceu 32%, as dormidas 27,5% e os proveitos 51,2%.

Por regiões verificou-se nos últimos três anos um crescimento significativo em número de hóspedes, com um crescimento nos Açores de 61,7%), no Alentejo de 38,9%, no Norte de 36,1% e no Centro de 35,3%, “o que significa que o Turismo está a alargar a todo o território”.

As dormidas, nos últimos três anos, cresceram 36,8% nos territórios do interior e 25,9% nos territórios do litoral.

Desde 2015, que alguns mercados emissores de turistas praticamente duplicaram o seu peso no nosso país:

a China passou de 62 milhões de euros de receitas em 2015 para 153 milhões em 2018, ou seja, um aumento de 147,5%;

o Canadá passou de 174 milhões para 330 milhões no ano passado, um aumento de 89,5%;

os EUA passaram de 530 milhões de euros para 968 milhões, um aumento de 82,5%, tornando-se no quinto principal mercado em termos de receitas.

No alojamento local, em 2018, registaram-se crescimentos expressivos de 14,1% nos hóspedes, passando os 4 milhões, e de 13,9% nas dormidas com mais de 9,3 milhões. Uma atividade que representa 15,6% do total de hóspedes no nosso país.

Os proveitos totais no setor do alojamento foram superiores a 3,99 mil milhões de euros, em 2018, uma subida de 8,1% face ao ano anterior.

Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo, referiu, citada em comunicado, que “estes resultados mostram que o Turismo continua a crescer de forma sustentável, quer em termos de valor quer a alargar ao longo de todo o território e ao longo do ano”.

A responsável do Governo pela pasta do Turismo acrescentou: “Em 2018 atingimos a taxa de sazonalidade mais baixa de sempre, 36% (era de 39% em 2015). Estamos também a conseguir diversificar mercados, o que nos tem permitido estes resultados. É este o caminho que temos de continuar”.

Portugal ocupa o 17.º lugar no ranking da Organização Mundial do Turismo

Portugal registou em 2018 um total de 22,8 milhões entradas de turistas internacionais no território nacional, uma subida de 25% face a 2016, o que consolida o país como 17.º principal destino em termos de turistas no ranking da Organização Mundial do Turismo (OMT).

No conjunto dos 20 primeiros lugares do ranking da OMT, que é liderado por Espanha, Portugal regista o quinto crescimento mais expressivo de turistas em 2018, acima de destinos como o México, Itália ou Espanha.

Perto de Portugal, em 16.º lugar no ranking da OMT está a Rússia, com 24,6 milhões de turistas, em 2018, e em 18.º está o Canadá, com 21,1 milhões de turistas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!