Rede de colmeias inteligentes e tecnologia Cloud para preservar abelhas melíferas

World Bee Project e a Oracle usam diversa tecnologia para suportar uma rede de colmeias inteligentes. Os dados das colmeias são armazenados na Cloud da Oracle e disponibilizados aos investigadores, apicultores e os ambientalistas para preservar as abelhas melíferas.

0
Rede de colmeias inteligentes e tecnologia Cloud para preservar abelhas melíferas
Rede de colmeias inteligentes e tecnologia Cloud para preservar abelhas melíferas. Foto: Rosa Pinto

A Oracle e o World Bee Project anunciaram hoje um projeto que tem como objetivo ajudar a proteger as abelhas melíferas em todo o mundo. O projeto que utiliza tecnologia Cloud da Oracle consiste numa abordagem a nível global ao problema do declínio das abelhas melíferas, e assim entender melhor os comportamentos desta espécie de abelhas que é a polinizadora mais importante do mundo, nos ecossistemas agrícolas.

O ‘World Bee Project Hive Network’ tem como objetivo recolher dados de forma remota, utilizando uma rede de colmeias conectadas. Os dados passam para a Cloud da Oracle onde, através de várias ferramentas analíticas, incluindo as tecnologias de inteligência artificial e visualização de dados, são geradas informações que permitem aos investigadores compreender a relação entre as abelhas melíferas e os seus respetivos ambientes.

Os investigadores vão poder ‘escutar’ as abelhas, e analisar os complexos dados sonoros capturados dentro das colmeias inteligentes, incluindo o movimento das asas e das patas. Uma informação que conjugada com outras medidas de precisão como a temperatura, a humidade e a produção de mel vai permitir monitorizar as colónias de abelhas, detetar padrões e prever comportamentos.

Com a nova informação os apicultores e os ambientalistas podem desenvolver ações para proteger as colónias, como por exemplo, evitar os enxames em épocas menos adequados do ano e eliminar predadores de espécies evasivas, como a vespa asiática. O projeto permite informar os apicultores dos diferentes estados de cada colónia, ao longo do ano, e desta forma contribuir para ajudar a gerir cada uma das colmeias.

“As nossas vidas estão intrinsecamente ligadas às abelhas”, afirmou Sabiha Rumani Malik, Founder e Executive President do The World Bee Project CIC. “Ao protegermos as abelhas e outros polinizadores, podemos ajudar a resolver problemas da cadeia alimentar e da pobreza à escala mundial, bem como reduzir o impacto da perda de biodiversidade e os danos nos ecossistemas”.

As abelhas polinizadoras estão a desaparecer a um ritmo alarmante provocando uma séria preocupação em todo mundo dado o papel fulcral que representam na cadeia alimentar à escala mundial. As abelhas são responsáveis pela polinização de um terço dos alimentos produzidos e distribuídos em todo o mundo.

Sabiha Rumani Malik referiu: “A nossa ligação à Oracle Cloud espelha uma aliança extraordinária entre a natureza e a tecnologia, e contribuirá para que o público esteja cada vez mais consciente da importância das abelhas polinizadoras. Além disso irá permitir o desenvolvimento da investigação avançada, sobretudo numa escala que antes não era possível. Quanto melhor compreendemos as relações entre a polinização, os alimentos e o bem-estar humanos, mais poderemos fazer para proteger as abelhas e os polinizadores, contribuindo para ajudarmos o planeta e a nós próprios.”

Os dados e os conhecimentos obtidos através da utilização da Oracle Cloud estarão disponíveis para todos os projetos de investigação e conservação que trabalhem para proteger as abelhas em todo o mundo. Ao partilhar recursos e fomentar a colaboração, a iniciativa The World Bee Project Hive Network prevê multiplicar o seu impacto e permitir uma maior ação com o intuito de proteger as abelhas.

“A tecnologia está a fazer os esforços evoluírem no sentido da conservação,” referiu John Abel, diretor de Projetos, da Oracle Cloud, e acrescentou: “Ao recorrer à tecnologia cloud, o Projeto World Bee terá, pela primeira vez uma visão verdadeiramente global, e em tempo real, sobre o estado de saúde da população mundial das abelhas. Desta forma, os investigadores terão acesso a informação imprescindível para que possam trabalhar com os governos e os apicultores, de modo a impedir a extinção das abelhas na Terra.”

O The World Bee Project CIC estabeleceu uma parceria com a University of Reading School of Agriculture, Policy and Development, que é uma das principais escolas de agricultura do mundo, e em conjunto pretendem envolver mais tecnologia e desenvolver mais conhecimento para melhor suportar as ações ecológicas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!