Signium Gestão de Património Cultural ganha 880 mil euros do Horizonte 2020

Empresa Signium, do norte do país, vai receber 880 mil euros do programa da União Europeia, Horizonte 2020, para o desenvolvimento de sistema de câmara espetral para trabalhos de conservação e restauro de património cultural.

0
Signium Gestão de Património Cultural ganha 880 mil euros do Horizonte 2020
Signium Gestão de Património Cultural ganha 880 mil euros do Horizonte 2020. Foto: Rosa Pinto

A empresa Signium Gestão de Património Cultural, sediada em Rio Caldo, Terras de Bouro, Paredes, foi uma das empresas que mereceu a aprovação do Conselho Europeu de Inovação, na sequência da à 2.ª Fase do Instrumento PME do programa de Investigação Horizonte 2020, da União Europeia.

A Signium Gestão de Património Cultural vai receber um financiamento de 880 mil euros para o projeto XPECAM. O projeto consiste no desenvolvimento de um sistema portátil de câmara espetral que combina funcionalidades técnicas para o trabalho de um conservador de património cultural com uma interface amigável para o utilizador.

A empresa portuguesa junta-se a outras empresas europeias, que foram selecionadas depois de uma série de entrevistas presenciais perante um júri de inovadores, empreendedores e investidores de risco. Ao todo, nesta fase do instrumento, vão ser atribuídos 94,25 milhões de euros aos projetos, indicou a Comissão Europeia.

Carlos Moedas, Comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, e responsável pelo programa Horizonte 2020 referiu: “Com este novo instrumento do Conselho Europeu de Inovação, pretendemos apoiar empreendedores arrojados com ideias inovadoras e habilidade para criar novos mercados e serviços. Estes primeiros resultados consagram um grupo de inovadores com um enorme potencial”, e acrescentou: “O projeto português é particularmente interessante por pôr a inovação ao serviço da conservação de património cultural”.

Nesta 2.ª Fase do Instrumento PME, cada projeto selecionado recebe até 2,5 milhões de euros para financiar atividades de inovação. Mas as empresas selecionadas beneficiam ainda de 12 dias de formação empresarial (coaching) e de serviços gratuitos de aceleração empresarial.

O objetivo do Instrumento PME, lançado em Outubro de 2017, é o de apoiar PMEs, start-ups, inovadores e investigadores de topo que tenham ideias brilhantes para produtos, serviços e modelos de negócio já existentes.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!