U.Porto foi a mais procurada pelos estudantes para entrada no Ensino Superior

Universidade do Porto teve a maior taxa de procura no Acesso ao Ensino Superior, e sete cursos estão entre os primeiros 15 que exigiram maior nota para entrada. O sucesso no preenchimento das vagas deve-se à elevada reputação da Universidade.

0
1
Partilhas
Edifício da Reitoria da Universidade do Porto
Edifício da Reitoria da Universidade do Porto. Foto: Rosa Pinto

Na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao Ensino Superior, a Universidade do Porto (U.Porto) teve a preferência de 7.454 candidatos como primeira opção, para uma oferta de apenas 4.185 vagas. A U.Porto foi colocada no topo da procura pelos estudantes para a sua formação, com uma taxa de procura de 178%, ou seja, em média 1,78 candidatos para cada vaga.

Nos 15 cursos superiores de todas as instituições do ensino superior que registaram a maior nota de entrada, 7 desses cursos são da Universidade do Porto e, no top 6 da lista está representada com quatro cursos, neste caso, o de Engenharia e Gestão Industrial, da Medicina (FMUP), e da Bioengenharia e Medicina (ICBAS).

A Universidade do Porto teve a média ponderada do último colocado mais elevada, com uma média de 15,91 valores como nota de entrada nos 52 cursos que disponibiliza. E 35 destes cursos têm as médias mínimas de entrada mais elevadas do país.

Os cursos com as notas mais elevadas do último candidato a ser admitido são o curso de Engenharia e Gestão Industrial com 184,3, a seguir o curso de Medicina com 183,3 e em terceiro lugar o curso de Bioengenharia com 182,8. Com a nota mais baixa ficou o curso de Engenharia de Minas e Geoambiente com 110,8.

Sebastião Feyo de Azevedo, Reitor da Universidade do Porto, referiu, citado em comunicado, que os resultados do CNA o deixam “obviamente satisfeito”, dado que “os índices de procura e as altas média de entrada comprovam que a Universidade do Porto atrai em todas as áreas o que de melhor Portugal tem na sua juventude que quer prosseguir estudos superiores, também sinónimo da excelente reputação que a Universidade tem na sociedade portuguesa.”

O Reitor acrescenta que “os pais e estudantes sabem que um diploma da Universidade do Porto não é apenas uma folha de papel, mas antes uma prova de competências, muito relevante para a entrada no mercado de trabalho nacional e internacional”, e por isso, “só posso estar muito orgulhoso com este reconhecimento público da qualidade com que a Universidade do Porto cumpre a sua missão.”

A Universidade e a Câmara Municipal do Porto organizam uma receção de boas-vindas aos 4.185 novos estudantes, no dia 14 de setembro, às 14h00, na Baixa do Porto, uma ação que envolve mais de 20 instituições do Porto. Para um melhor acolhimento e integração, os novos estudantes ter entrada gratuita nos principais monumentos e espaços culturais da cidade durante os quatro dias seguintes.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz