Universidade Nova de Lisboa vai disponibilizar 300 bicicletas

Para promover o uso de transporte mais saudável, ecológico e económico a Universidade Nova de Lisboa aderiu ao projeto U-Bike Portugal, com a iniciativa ‘A Academia a Pedalar’. A Universidade vai disponibilizar 300 bicicletas à comunidade académica.

0
19
Partilhas
Ciclovia
Ciclovia. Foto: Rosa Pinto

A Universidade Nova de Lisboa vai disponibilizar 300 bicicletas para que alunos, docentes e colaboradores se desloquem no dia-a-dia. A ideia é priviligiar a bicicleta como meio de transporte mais saudável, ecológico e económico na mobilidade urbana.

Esta iniciativa da Universidade sob o mote ‘A Academia a Pedalar’ enquadra-se no projeto U-Bike Portugal, coordenado pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes, que tem como objetivo “promover a mobilidade suave, em particular a bicicleta, nas comunidades académicas”.

Miguel de Castro Neto, coordenador do projeto U-Bike Portugal na Universidade Nova, citado em comunicado, referiu: “O nosso Campus é servido por uma das principais ciclovias de Lisboa, o que nos dá a base para criarmos as adequadas condições para o maior uso da bicicleta como meio de transporte alternativo diário que, como é do conhecimento geral, tem inúmeros benefícios para o bem-estar dos utilizadores e para a sustentabilidade ambiental.”

A Universidade Nova anunciou que “planeia disponibilizar as primeiras 100 bicicletas para alugar já no início do próximo ano letivo”, para incentivar o novo hábito na deslocação regular pela cidade de Lisboa. Para quem optar pelo uso da bicicleta dentro da comunidade académica vai ter ao dispor “infraestruturas, serviços de apoio, atividades e eventos disponibilizados pela universidade.”

O Projeto U-Bike Portugal na Universidade Nova irá ser “implementado de forma faseada, tendo sido já iniciadas alterações ao nível de infraestruturas para a colocação de rampas para circulação de bicicletas e está também em curso a instalação de 387 estacionamentos para bicicletas no exterior e nos parques subterrâneos do Campus de Campolide e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH), para maior articulação com outros modos de transporte públicos.”

De acordo com o planeamento estabelecido de implementação do projeto, a Universidade prevê uma redução de CO2, no primeiro ano, equivalente a 22.599 quilograms de CO2, e uma redução equivalente a 45.198 quilograms de CO2 no segundo ano, ou seja, uma redução do consumo de energia primária da ordem das 7 toneladas equivalentes de petróleo, ou seja, 7 TEP’s no primeiro ano e de 15 TEP’s no segundo ano. Os dados foram calculados com base no uso de 300 bicicletas a percorerem 126.600 quilómetros no primeiro ano e 253.200 quilometros no segundo ano.

A Universidade indica que das 300 unidades, 120 são bicicletas elétricas, com tecnologia pedelec, que consiste ter uma assistência do motor elétrico ativada pelo pedalar do utilizador da bicicleta, e 180 bicicletas convencionais. Em ambas as situações são disponibilizadas bicicletas de quadro dobrável que são mais fáceis de transportar e arrumar.

O Projeto U-Bike Portugal é, de acordo com a Universidade, enquadrado na sua política de responsabilidade, através da qual a Universidade tem vindo a apoiar iniciativas de mobilidade suave e sustentável.

A Universidade Nova de Lisboa apresenta-se como “uma instituição universitária de referência a nível mundial, com um ensino de excelência, uma investigação competitiva no plano internacional, sinergias inovadoras para o ensino e para a investigação e uma prestação de serviços de qualidade, quer no plano interno como a nível internacional, capaz de contribuir de forma relevante para o desenvolvimento social, para a qualificação dos recursos humanos e sucesso profissional dos seus estudantes”.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz