Visita de Xi Jinping a Portugal para reforçar a cooperação pragmática

Relação entre a China e Portugal está a entrar no seu melhor período histórico referiu Xi Jinping, Presidente da República Popular da China, em Lisboa, onde está em visita de Estado. Xi Jinping indicou que há mútua confiança política e cooperação pragmática entre os dois países.

0
Visita de Xi Jinping a Portugal para reforçar a cooperação pragmática
Visita de Xi Jinping a Portugal para reforçar a cooperação pragmática. Foto: TVEuropa

Na visita de Estado a Portugal, a decorrer dia 4 e 5 de dezembro, o Presidente da República Popular da China, Xi Jinping, foi recebido no Palácio de Belém pelo Presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa, no final do encontro Xi Jinping referiu Portugal é um país europeu importante com uma longa história.

Xi Jinping referiu que “o povo português é trabalhador e sábio” e com um “espirito empreendedor e pioneiro que contribuiu para o progresso da humanidade e para o intercâmbio de culturas ocidentais e orientais.”

“Nos últimos anos, Portugal tem alcançado êxitos extraordinários no desenvolvimento sócio e económico e tem desempenhado um papel importante nos assuntos internacionais e regionais, e como amigos e parceiros de entendimento fazemos votos sinceros para que o povo português realize novos e maiores êxitos no desenvolvimento do país”, afirmou o Presidente da República Popular da China.

Sobre o encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, Xi Jinping referiu que tinham chegado a “amplos consensos” e que ambos são da mesma opinião “que a relação sino-portuguesa está a entrar no seu melhor período histórico” e por isso “muito satisfeito” com “a parceria estratégica global” e acrescentou: “temos mútua confiança política e cooperação pragmática com benefícios para ambos”.

“A nossa cooperação cultural na área do turismo e da educação tem sido estreita e há cada vez mais pontos de convergência e pontos comuns para aprofundar na nossa cooperação em amplitude e profundidade”, esclareceu Xi Jinping.

O Presidente da China referiu: “No próximo ano vamos preparar o quadragésimo aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas e vamos realizar atividades comemorativas juntos”, bem como “gerir a nossa relação do ponto de vista estratégica e de longo prazo”.

Dada a posição geográfica de Portugal “é um ponto de ligação da rota da seda marítima e terrestre” e por isso a cooperação tem vantagens naturais “e vamos fortalecer de forma plena a nossa cooperação neste quadro para abrir novos espaços e áreas para a nossa cooperação com benefícios recíprocos, devemos fazer crescer e aperfeiçoar os projetos existentes e ampliar as trocas comerciais, criar mais pontos de crescimento e reforçar a nossa cooperação no mercados terceiros” referiu Xi Jinping.

O Presidente da China indicou que convidou o Marcelo Ribeiro de Sousa a participar na segunda edição do Fórum “uma faixa, uma rota”, para a cooperação internacional a ser realizado em Beijing, em abril do próximo ano e a efetuar uma visita de Estado à China.

“O intercâmbio cultural e humano tem sempre um destaque da nossa cooperação”, pelo que “vamos aprofundar a nossa cooperação em cultura e educação, rádio, cinema e televisão”, e “acelerar a construção do Centro de Cultura Chinesa em Lisboa” e preparar o Festival Cultural, bem como “desenvolver o papel do Instituto Confúcio e reforçar o intercâmbio e a cooperação de troca de estudantes e o ensino das línguas e a cooperação entre Universidades.”

Xi Jinping acrescentou que pretende “o aprofundamento da parceria estratégia global entre a China e a União Europeia” e reforçar com Portugal o apoio e cooperação nas organizações internacionais, como a ONU, e nos assuntos regionais e internacionais e estreitar “a cooperação para salvaguardar o multilateralismo e o comércio livre”.

O Presidente Chinês lembrou que um antigo ditado chinês que diz: “Amizade verdadeira é baseada num compromisso persistente na procura pelos objetivos comuns” e um proverbio português que diz: “vinho, azeite e amigo quanto mais antigo melhor”, e concluiu que a amizade é “um tesouro precioso dos nossos dois povos e também uma força motriz inesgotável na procura do desenvolvimento” e por isso acredita “que o futuro na relação bilateral vais ser muito brilhante.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!