Web Summit 2018 bate recorde ao gerar 88 terabytes de trafego de dados

Três edições da Web Summit geraram 156 Terabytes de trafego de dados, o equivalente a visualizar 66.560 filmes, 72 mil pessoas acederam a app TV do MEO e visualizaram 90 mil conteúdos de conferências em direto. A Altice Portugal garantiu toda a infraestrutura.

0
Web Summit 2018 bate recorde ao gerar 88 terabytes de trafego de dados
Web Summit 2018 bate recorde ao gerar 88 terabytes de trafego de dados. Foto: TVEuropa

Ao fim da terceira edição da Web Summit, a Altice Portugal, parceira tecnológica e patrocinadora do evento, fez um balanço positivo dos trabalhos indicando que nas três edições foi gerado um trafego de dados de 156 terabytes (TB) de dados, com mais de 50 mil equipamentos conectados em simultâneo, por dia, e que o número de sessões únicas de WiFi atingiram os 6,8 milhões.

O volume do trafego lembrou a Altice, foi equivalente a uma visualização de 66.560 filmes, ou seja, estar mais de 11 anos a ver filmes 24 horas por dia.

A edição de 2018 da Web Summit gerou 88 terabytes de trafego de dados, e 72 mil pessoas acederam através da app TV do MEO a visualização de conteúdos 150 mil vezes, com 90 mil transmissões em direto. Houve 30 mil visualizações dos diretos na Homepage do SAPO e 30 milhões de impressões.

O evento demonstrou que o país através do elevado know-how adquirido pelas equipas de engenharia na gestão de infraestruturas de telecomunicações e tecnológicas em eventos de grande dimensão está preparado para os mais complexos e eventos de grande dimensão.

Tem sido a qualidade das equipas de recursos humanos que tem feito “com que a Altice Portugal tenha sido escolhida ano após ano para dotar os locais onde decorre o evento – FIL e Altice Arena – com rede WiFi de última geração” e para a Altice foi “esta uma das principais razões para a transferência do evento da Irlanda para Portugal e a sua permanência por mais 10 anos no nosso país.”

Durante mais de 4 meses de preparação, mais de 160 profissionais estiveram em permanência, 24 horas por dia durante os quatro dias da cimeira tecnológica, em duas ‘salas de guerra’, na FIL e nas instalações nas Picoas, a monitorizar as redes de forma permanente, esclareceu a Altice.

A operadora esclareceu ainda que “todos os espaços da Web Summit foram dotados com cobertura WiFi de alta densidade e alta disponibilidade, adequadas ao nível de exigência e à dimensão internacional do evento.”

Para dar resposta a toda a carga de trafego “a Altice Portugal reforçou todas as suas redes desde a rede fixa de fibra ótica, como rede móvel, e WiFi”. Um reforço que permitiu registar, idicou a Altice “uma performance irrepreensível e sem falhas durante todo o evento que recebeu cerca de 70 mil participantes de 159 países, mais de 1.200 oradores, mais de 1.500 investidores e 2.600 jornalistas.”

A Altice Portugal lembrou que “é parceira tecnológica e patrocinadora da Web Summit desde a primeira edição”, Uma parceria que “faz parte do espírito empreendedor da Altice Portugal e que surge também do reconhecimento do know-how adquirido pela empresa na gestão de infraestruturas de telecomunicações e plataformas tecnológicas em eventos de grande dimensão, com redes WiFi de alta densidade, alta disponibilidade e de última geração, bem como de outras soluções de conetividade Fixa e Móvel.”

A empresa lembrou ainda que “as redes de comunicações são o principal requisito para a fixação deste tipo de eventos e o seu crescimento do ponto de vista da atratividade e participação futura depende claramente da satisfação dos participantes num conjunto de fatores onde as comunicações figuram em primeiro lugar.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!