Tag: Doenças cardiacas

Risco de morte súbita por ataque cardíaco aumenta com falta de exercício

Risco de morte súbita por ataque cardíaco aumenta com falta de exercício

Novo estudo mostra que o risco de morrer imediatamente de um ataque cardíaco aumenta entre os indivíduos que menos praticam exercício físico.
Consequências da COVID-19 no coração

Consequências da COVID-19 no coração

COVID-19 é um teste de stress ao coração. Há relatos de complicações graves na saúde em doentes passado um longo período da infeção pela COVID-19. O que se sabe e não sabe atualmente é esclarecido por cardiologista da UC San Diego Health.
Aumenta mortalidade por paragem cardíaca em pessoas com COVID-19

Aumenta mortalidade por paragem cardíaca em pessoas com COVID-19

Estudo mostra que o risco de morte por paragem cardíaca súbita aumenta significativamente em pessoas com COVID-19. Investigadores alertam para as consequências da COVID-19.
Investigação explora ligação entre COVID-19 e inflamação do coração

Investigação explora ligação entre COVID-19 e inflamação do coração

Número significativo de pessoas com casos graves de COVID-19 também apresentam inflamação do músculo do coração. Investigação em curso estuda possibilidade da COVID-19 ser a causa de doenças como a miocardite.
João Brum Silveira, presidente da APIC.

Proteja o seu coração. Deixe de fumar

Tabagismo é um fator de risco para a saúde, nomeadamente para patologias cardíacas. O médico João Brum da Silveira descreve, neste seu artigo, algumas consequências do tabaco e alguns dos sintomas de doenças como o enfarte agudo do miocárdio.
Tabaco é responsável por 20% das mortes por doenças coronárias

Tabaco é responsável por 20% das mortes por doenças coronárias

O tabaco é responsável por diversas doenças, e as cardíacas estão a preocupar as entidades de saúde. Um recente relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde indica que o tabaco é responsável por 20% das mortes por doenças coronárias.
COVID-19 provoca doenças cardíacas que podem persistir no tempo

COVID-19 provoca doenças cardíacas que podem persistir no tempo

Estudo indica que há evidências claras que a COVID-19 tem implicações no coração causando-lhes danos. Há ainda evidências que o dano cardíaco pode persistir mesmo depois do paciente recuperar e, em alguns casos, o dano pode ser duradouro.
Coronavírus pode infetar as células do coração

Coronavírus pode infetar as células do coração

Coronavírus da pandemia de COVID-19 pode infetar as células do coração e nelas replicar-se, conclui recente estudo do Hospital Cedars-Sinai. A COVID-19 tem implicações nas condições cardíacas, incluindo arritmias, insuficiência cardíaca e miocardite viral.
Poluição do ar aumenta o risco de doenças cardíacas e derrames

Poluição do ar aumenta o risco de doenças cardíacas e derrames

Estudo de investigação concluiu que a poluição do ar está a afetar a saúde humana no que toca a doenças cardíacas e derrames, de maneira semelhante às causadas à saúde cardíaca das espécies marinhas.
Risco de doenças cardíacas em pessoas idosas diminui com atividade física

Risco de doenças cardíacas em pessoas idosas diminui com atividade física

Estudo de investigação de grande escala concluiu que o aumento de atividade física em pessoas com 60 ou mais anos diminui o risco de doenças cardíacas. O exercício físico moderado e vigoroso também é aconselhado para doentes crónicos.

Siga-nos nas redes sociais

DESTAQUE

MAIS LIDAS