Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv

O Hyundai I30 NLine é um produto que mostra a solidez da marca e que o torna numa referência no segmento. Jorge Farromba indica-nos, neste seu artigo, os aspetos que considerou diferenciadores no I30 NLine que o torna uma opção a ser considerada.

0
Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv
Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv. Foto: DR

É hoje uma constatação que a Hyundai está no mercado para se posicionar como um dos players principais e, por isso, os seus produtos são já uma referência em termos de design, qualidade, fiabilidade e segurança.

Exterior
E neste I30 NLine a marca conjuga um desenho exterior que transmite dinamismo, robustez e desportividade.

Emoldurado num 2 volumes com óticas rasgadas e com o equipamento NLine que lhe apura ainda mais a faceta desportiva com para-choques pronunciado e mais encorpado, apontamentos a negro na grelha e nos espelhos retrovisores; a cintura elevada que faz a transição para uma traseira desportiva qb com faróis LED, óticas horizontais e esguias, dupla ponteira de escape que, de bem elaborada, proporciona um efeito visual cativante que finaliza numas não menos bonitas jantes de liga leve.

Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv
Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv. Foto: DR

Interior
Comum a todas as versões é o habitáculo com um tablier “tradicional “, sem grandes vícios do design, simples ou minimalista na boa tradição da escola alemã onde este tipo de desenho garante seguidores por mais tempo e menos “cansaço visual” com o passar dos meses! Bons plásticos moles nas zonas mais visíveis do tablier (falta ainda numa pequena zona posterior do tablier), um ecrã central touch posicionado na nossa linha de visão da estrada com a informação necessária. Sobressaem vários apontamentos que demonstram a qualidade de montagem e robustez, seja ao nível do tablier, das portas ou das várias borrachas dispersas pelo habitáculo, este com vários espaços de arrumação.

Diferente nesta versão são os apontamentos NLine – volante desportivo com excelente pega e dimensão, pedais em metal e umas bacquets que nos mantêm fixos ao banco, envoltas em pele e alcântara.

Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv
Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv, Foto: DR

Comportamento
Para quê fazer um modelo que apela à irreverência, a um cariz mais desportivo se depois este não acompanhar essa tendência? E, esta deve ter muito bem sido a premissa da Hyundai com o NLine. Já de si o modelo original tem um comportamento muito rigoroso, uma direção comunicativa e incisiva que, nesta versão, fruto das várias alterações ao nível do mapa do motor, suspensões e travões se fazem notar! Mais incisivo, mais percetível e mais “focado na estrada”, onde as várias afinações/alterações lhe trouxeram um comportamento mais acutilante, com o motor, mesmo com 136cv, fruto tb de um escalonamento da caixa de 7 velocidades automática (patilhas também no volante) a demonstrar uma boa resposta em qualquer situação.

Os consumos realizados cumprindo respeitosamente uma condução calma – até aos 120km/hora – centrou-se nuns respeitáveis 5.3 litros. Se explorarmos o mesmo motor a média sobe para 7.3 litros, o que se compreende.

Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv
Hyundai I30 NLine 1.6 CRDi de 136cv. Foto: DR

Bem-nascido e pronto para a estrada, numa condução rigorosa, assim é o I30 N com preços a entre os 31.000€ e os 33.600€ nesta versão NLine.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!