Amesterdão escolhida para receber Agência Europeia do Medicamento

Ministros de 27 Estados-Membros da União Europeia escolheram hoje a cidade de Amesterdão, na Holanda, para nova localização da sede da Agência Europeia do Medicamento.

0
1
Partilhas
Amesterdão escolhida para receber sede da EMA
Amesterdão escolhida para receber sede da EMA. Foto: Rosa Pinto

Devido à saída do Reino Unido da União Europeia (UE), as duas agências da UE, atualmente com sede no Reino Unido, a Agência Europeia do Medicamento (EMA, sigla inglesa) e a Autoridade Bancária Europeia (EBA, sigla inglesa), têm de ser transferidas para outros Estados-Membros.

Os 27 países da UE decidiram, hoje, escolher a cidade de Amesterdão, na Holanda para acolher a sede da EMA. Uma Agência que é responsável pela avaliação científica, supervisão e monitoramento de segurança de medicamentos na UE.

Amesterdão era uma das 19 cidades europeias candidatas à sede da EMA, onde constava a cidade do Porto, mas também Atenas na Grécia, Barcelona na Espanha, Bona na Alemanha, Bratislava na Eslováquia , Bruxelas na Bélgica, Bucareste na Roménia, Copenhaga na Dinamarca, Dublin na Irlanda, Helsínquia na Finlândia, Lille na França, Milão na Itália, Sófia na Bulgária, Estocolmo na Suécia, Varsóvia na Polónia, Viena na Áustria, Zagreb na Croácia, e Malta.

O Porto nunca esteve nas primeiras opções da maioria dos 900 funcionários da Agência, que de acordo com o que foi divulgado no início de outubro apontavam a preferência por Amsterdão, Barcelona, Copenhaga, Milão ou Viena. Uma indicação que era considerada importante pois muito do sucesso da recolocação da Agência irá depender da taxa de permanência dos funcionários.

Enquanto as cinco cidades tiveram uma adesão dos funcionários superior a 65%, a cidade do Porto situou-se numa preferência superior a 50% e inferior a 65%. O Porto foi também considerada uma cidade em que a mobilidade com recurso ao transporte aéreo não era o melhor pois muitos dos voos para outras cidades têm de fazer escala em Lisboa, bem como o baixo número de escolas existentes orientadas para europeus.

A cidade do Porto manteve-se, no entanto, como uma das mais bem posicionadas para vir a ser escolhida dado que dispõe de competências científicas e de Universidades de prestígio e um polo cientifico de saúde e clínico de excelência reconhecida. Dos vários critérios colocados para receber a EMA o Porto colocou-se bem de acordo com as exigências, no grupo das 10 cidades mais bem posicionadas.

A EMA têm 900 funcionários, o orçamento de 2017 é de 322 milhões de euros em que 285 milhões de euros são provenientes do pagamento dos serviços fornecidos à industria dos medicamentos.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz