Afeganistão: Países emitem declaração sobre situação de mulheres e meninas

Situação das mulheres e meninas afegãs está a preocupar a comunidade internacional após tomada do poder, pelos talibãs, no Afeganistão. Numa declaração países como o Reino Unido, EUA e União Europeia referem ir monitorar os direitos e liberdades no Afeganistão.

0
Afeganistão: Países emitem declaração sobre situação de mulheres e meninas
Afeganistão: Países emitem declaração sobre situação de mulheres e meninas. Foto: TVEuropa/arquivo

Vários países de todo o mundo assinaram uma declaração em que referem estarem profundamente preocupados com as mulheres e meninas afegãs, com os seus direitos à educação, trabalho e liberdade de movimento.

Na declaração os países apelam aos que ocupam posições de poder e autoridade em todo o Afeganistão para garantir a proteção das mulheres e meninas afegãs.

Os países referem que as mulheres e meninas afegãs, como todo o povo afegão, merecem viver em segurança, proteção e dignidade, e que qualquer forma de discriminação e abuso deve ser evitada.

“Nós, na comunidade internacional, estamos prontos para ajudá-los com ajuda e apoio humanitário, para garantir que suas vozes sejam ouvidas” refere a declaração.

Os países também avisam: “Vamos monitorar de perto como qualquer futuro governo garante os direitos e liberdades que se tornaram parte integrante da vida de mulheres e meninas no Afeganistão nos últimos vinte anos”.

A declaração foi assinada pela Albânia, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, União Europeia, Honduras, Guatemala, Macedônia do Norte, Nova Zelândia, Noruega, Paraguai, Senegal, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos da América.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!