André Pires regressa ao Circuito da Guia, em Macau

Prova do Circuito da Guia do Grande Prémio de Macau 2017 vai ter na linha de partida André Pires. O ex-campeão nacional vai participar na prova pela quinta vez e agora aos comandos de Kawasaki ZX 10 R.

0
1
Partilhas
André Pires na Prova do Circuito da Guia de 2017
André Pires na Prova do Circuito da Guia de 2017. Foto: DR

André Pires foi mais uma vez o piloto português escolhido pela organização do Grande Prémio de Macau, para representar Portugal na edição 2017 da prova no Circuito da Guia e irá ter lugar entre os dias 16 e 19 de novembro.

Aos comandos de uma Kawasaki ZX 10 R, o ex-campeão nacional irá participar na prova de Macau integrado na estrutura da Pro-Bike Team Portugal. Para André Pires a moto que vai pilotar é-lhe familiar dado ser o mesmo modelo com que participa no nacional de velocidade.

A Prova do Circuito da Guia é considerada uma das principais provas do mundo do ‘Road Racing’ e “talvez umas das mais desafiantes, em virtude da elevada exigência do traçado, que coloca à prova em cada curva e metro do circuito, a experiência e destreza dos pilotos.”

O elevado nível da prova leva a que só os pilotos escolhidos pela organização do Grande Prémio de Macau possam participar. Uma escolha que obedece a “um rigoroso critério da organização”. Neste caso André Pires vai competir pela quinta vez depois da estreia em 2013, onde conseguiu o seu melhor resultado ao ser 13º, em 2014 teve de abandonar a prova, em 2015 ficou em 20º lugar e em 2016 atingiu o 19º.

Para André Pires “correr em Macau é diferente dos circuitos ‘normais’ de velocidade”, pois passam “a maior parte do tempo a grande velocidade entre prédios e separadores de betão”.

Como sempre André Pires irá tentar representar o melhor que puder as cores da bandeira nacional, e há fatores que considera positivos, referiu: “Este ano vou integrado numa equipa 100% portuguesa, o que me deixa muito satisfeito e orgulhoso, mas também por isso a responsabilidade é ainda maior”.

Dado conhecer bem a moto com que vai correr o piloto indicou, citado em comunicado, que: “Chegando a Macau, vamos procurar afinar o motor e as suspensões de acordo com as condições climatéricas que iremos encontrar”, e acrescentou: “O objetivo este ano é melhorar a prestação que alcancei na última participação e procurar terminar o mais á frente possível.”

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz