Ano Novo Chinês celebrado em Lisboa

Comunidade chinesa em Lisboa celebra o Ano Novo Chinês ou a Festa da Primavera. “Um grande evento da cidade”, que inclui desfiles e espetáculos de manifestações culturais tradicionais chinesas.

0
1
Partilhas
Ano Novo Chinês celebrado em Lisboa
Ano Novo Chinês celebrado em Lisboa. Foto: Rosa Pinto

A celebração de 2017 do Ano Novo Chinês, no dia 22 de janeiro, ou a Festa da Primavera, encheu de cor e cultura chinesa a Avenida Almirante Reis e a Rua da Palma, desde a Igreja dos Anjos até à Praça de Martim Moniz, em Lisboa.

O desfile integrou mais de 600 figurantes, e incluiu equipas de dança do dragão, de artes marciais, de bailado, de teatro, e muitas crianças chinesas. O Ano Novo Chinês começa a 28 de janeiro de 2017 e termina em 15 de fevereiro de 2018, e tem como animal regente o Galo de Fogo.

Na Praça de Martim Moniz foram instaladas várias tendas com produtos e demonstrações de atividades artesanais tradicionais chinesas, e um grande palco onde decorreu um espetáculo de música e diversas manifestações culturais.

De entre as várias manifestações culturais, que constituíram o espetáculo, na Praça de Martim Moniz, indicamos a Dança de Tambor à Cinta, pelas mulheres chinesas da Associação Geral da Mulheres Chinesas em Portugal, Dança de Leões, Dança de Dragão, Dança Infantil, Dança Tibetana, Dança Mongol, Ópera Wu, Ópera de Sichuan, Artes Marciais e a Dança da Etnia Hani.

A celebração do ano novo chinês faz já parte dos eventos culturais da cidade de Lisboa. “Este evento é um grande evento da cidade”, referiu Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Uma iniciativa que envolve a Embaixada da China em Portugal e a Câmara Municipal de Lisboa (CML), sendo da responsabilidade da Associação da Comunidade Chinesa, em Lisboa, a produção do evento.

A comunidade chinesa em Lisboa “tem uma grande presença económica, é pacífica, muito trabalhadora, muito dinâmica do ponto de vista económico e que tem vindo a crescer com a vinda de novas empresas e de novos investimentos”, referiu Fernando Medina.

Para o responsável pela autarquia “a comunidade chinesa tem uma longa tradição em Portugal”, e referiu: “Nós temos uma ligação muito profunda à China secular, nas décadas mais recentes relativamente a Macau temos uma ligação forte e as nossas relações económicas têm sido crescentes”.

Dirigindo-se à comunidade chinesa, Fernando Medina, garantiu: “Às empresas, aos investidores que têm escolhido Lisboa para a realização dos seus negócios, mas também como ponto de entrada na Europa, uma palavra de confiança, uma palavra de estímulo e uma palavra que encontrarão no Município de Lisboa, e no país, amigos para poderem, em conjunto, prosperar com os vossos negócios e nas vossas atividades”.

O Presidente da CML continuando a dirigir-se à comunidade chinesa, concluiu: “Neste momento que se vive no Mundo e na Europa, Lisboa quer deixar uma mensagem muito clara, e sem qualquer ambiguidade, sejam vem vindos, esta é a vossa casa, esta é a nossa casa que construímos em conjunto”.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz