António Pinto Monteiro e Fundação FMS vencem Prémio do Cidadão Europeu 2018

Parlamento Europeu distinguiu, com o Prémio do Cidadão Europeu 2018, António Pinto Monteiro e a Fundação Francisco Manuel dos Santos. Um prémio que reconhece o trabalho e atividades ligadas à promoção da integração europeia.

0
Parlamento Europeu
Parlamento Europeu. Foto: Rosa Pinto

O Prémio do Cidadão Europeu 2018 foi atribuído pelo Parlamento Europeu (PE) a António Pinto Monteiro e à Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS). O galardão destina-se a homenagear pessoas ou organizações que se distingam por empreendimentos e/ou empenho na promoção e na integração europeia e contribuam para o reforço do espírito europeu.

António Pinto Monteiro destacou-se pela sua dedicação a causas sociais, em particular no trabalho com crianças com deficiência, vítimas de maus-tratos ou em situação de pobreza. Em 1980, com o apoio de uma rede de contactos que estabeleceu a nível europeu, fundou a Cercimarante, instituição que se tornou um modelo a nível nacional.

Os signatários da candidatura, os eurodeputados Francisco Assis, Liliana Rodrigues, Manuel dos Santos e Carlos Zorrinho, salientaram que “ao longo de 40 anos, António Pinto Monteiro empenhou-se em promover a solidariedade intraeuropeia, promovendo a troca de experiências de profissionais provenientes de vários Estados europeus.”

A Fundação Francisco Manuel dos Santos foi reconhecida pelo PE pelo seu papel na promoção de estudos e disseminação de informação sobre temas europeus.

A FFMS “tem contribuído para a consciencialização dos portugueses para as grandes questões do nosso tempo e incentivado o exercício de uma cidadania mais ativa, abordando temas atuais através de um ângulo europeu”, realçaram os eurodeputados Carlos Coelho, José Manuel Fernandes e Sofia Ribeiro, proponentes da candidatura.

A cerimónia de entrega do Prémio a todos os vencedores europeus, provenientes de 26 Estados-Membros da UE, decorre a 9 e 10 de outubro, em Bruxelas. Haverá igualmente uma cerimónia pública de entrega do Prémio em Portugal.

O PE atribui anualmente, desde 2008, o Prémio do Cidadão Europeu a cidadãos ou organizações que se tenham distinguido por atividades que promovam um melhor entendimento mútuo e uma maior integração entre os cidadãos dos Estados-Membros ou que facilitem a cooperação transfronteiriça na União Europeia ou ainda que consubstanciem os valores consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia.

Em 2017, os distinguidos com o Prémio do Cidadão Europeu do PE foram a jornalista Teresa de Sousa e a Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR).

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!