Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor apresentado na Universidade de Salamanca

Programa do II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor, que decorre de 25 a 27 de outubro, foi apresentado na Universidade de Salamanca. Presidente da autarquia e o Vice-reitor da Universidade consideram vir a estabelecer acordo de cooperação.

0
Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor apresentado na Universidade de Salamanca
Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor apresentado na Universidade de Salamanca. Foto: DR

O II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor – 40 anos depois – Ciências, Territórios e Saberes em Mudança decorre de 25 a 27 de outubro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho do Município de Penamacor e no Auditório da Escola de Música da Vila, situado no edifício do Ex-Quartel Militar.

O programa do Colóquio foi apresentado em Espanha, na Universidade de Salamanca, e durante a apresentação foi manifestada a intenção de, no futuro, ser celebrado um acordo transfronteiriço, entre o Município de Penamacor e a Universidade espanhola para levar a cabo uma colaboração em diversas áreas e especialidades ligadas à arqueologia e história.

Na apresentação do programa do II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor – 40 anos depois – Ciências, Territórios e Saberes em Mudança, em Salamanca, estiveram presentes e usaram da palavra Enrique Cabero Morán, Vice-reitor de Política Académica e Participação Social da Universidade de Salamanca, António Luís Beites Soares, Presidente da Câmara Municipal de Penamacor, Ilídia Cruchinho, Chefe de Gabinete da Câmara Municipal de Penamacor, André Oliveirinha, Arqueólogo Municipal e representante da Comissão Executiva do Colóquio, e Ángel B. Espina Barrio, Professor de Antropologia da Universidade de Salamanca.

Durante três dias o Colóquio debate temas relacionados com investigação sobre arqueologia, história e património, sendo:

O primeiro dia, 25 de outubro, dedicado à Memória do Primeiro Colóquio, tendo lugar algumas homenagens e comunicações com o tema “Fronteira, Património, Desenvolvimento e Futuros”;

No segundo dia, 26 de outubro, decorrem três painéis, o primeiro dedicado ao “Território Malcata-Gata, entre a Pré-História e o Domínio Romano”, o segundo dedicado aos “Tempos de Guerra e de Paz na Fronteira Penamacor Extremadura do Século XII ao Século XX” e um terceiro aos “Patrimónios Materiais e Imateriais da Raia Luso-Extremenha”;

No último dia,27 de outubro, decorrem diversas visitas guiadas ao património histórico e arqueológico da região.

Em Salamanca o Presidente do Município de Penamacor, António Luís Beites Soares, defendeu que, tendo em conta o grande potencial patrimonial e arqueológico do território a que preside e a grande capacidade de investigação e pesquisa da Universidade de Salamanca vê com interesse a celebração de um protocolo de colaboração e investigação com a Universidade. Na mesma linha se manifestou Enrique Cabero Morán, Vice-reitor de Política Académica e Participação Social da Universidade de Salamanca, referindo: “Temos muito património para ser investigado e é uma grande possibilidade uma colaboração institucional”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!