Coronavírus: Parlamento Europeu adota medidas de precaução

Estão suspensas as visitas, eventos culturais, audiências e seminários no Parlamento Europeu, e a entrada de jornalistas está sujeira a restrições. As medidas de precaução pretendem mitigar a propagação da epidemia pelo novo coronavírus.

0
Parlamento Europeu
Parlamento Europeu. Foto: © Rosa Pinto

O Parlamento Europeu (PE) adota medidas de precaução para limitar a disseminação do novo coronavírus nas instalações do PE. As medidas foram anunciadas no dia 2 de março pelo Presidente David Maria Sassoli, e incluem:

As atividades das principais funções do PE são mantidas, como comissões, sessão plenária, Bureau e Conferência dos Presidentes, mas sem a presença de quaisquer outros visitantes que não sejam especificamente convidados pelo respetivo presidente como oradores.

Outras atividades (não essenciais) são suspensas por três semanas, incluindo visitas, eventos culturais planeados, audiências, seminários organizados pela Administração, grupos políticos e eurodeputados.

Não é permitido o acesso de qualquer visitante que não faça parte da equipa do PE.

Os jornalistas podem continuar a aceder ao PE, desde que tomem as mesmas precauções que os funcionários, e desde que não tenham visitado uma das regiões afetadas nos últimos 14 dias ou que saibam que estiveram em contacto com uma pessoa infetada pelo novo coronavírus e que não esteja autorizada por um médico (tal como as disposições adotadas para os funcionários do PE). No entanto, todos os jornalistas que entrarem nas instalações do Parlamento deverão assinar uma declaração declarando que não estiveram numa uma área de foco de coronavírus nos últimos 14 dias.

As áreas de foco incluem:

China (China Continental, Hong Kong, Macau)

Singapura

Coreia do Sul

As regiões do norte da Itália: Lombardia, Piemonte, Emília-Romanha e Vêneto

Irão a partir de 26 de fevereiro de 2020

Japão a partir de 27 de fevereiro de 2020

A epidemia de coronavírus (COVID-19) espalhou-se por diferentes regiões do mundo, incluindo grupos em determinadas regiões da União Europeia e constitui uma ameaça à saúde pública. O Parlamento Europeu passa a adotar medidas de precaução e vai passar a fazer monitorização da situação em desenvolvimento e fará uma atualização das medidas se for necessário.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!