COVID-19 é nome da doença provocada pelo novo coronavírus

Organização Mundial da Saúde atribui o nome COVID-19 à doença provocada pelo novo coronavírus. O Diretor-Geral da Organização indicou que uma vacina poderá estar disponível dentro de 18 meses.

0
COVID-19 é nome da doença provocada pelo novo coronavírus
COVID-19 é nome da doença provocada pelo novo coronavírus. Foto: DR

A Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização Mundial de Saúde Animal e a Organização para Alimentação e Agricultura das Nações Unidas, atribuíram a designação COVID-19 à doença provocada pelo novo coronavírus.

O Diretor-Geral da OMS esclareceu que nome atribuído à doença teve em conta que o mesmo não referisse uma localização geográfica, um animal, um indivíduo ou grupo de pessoas e que fosse pronunciável e estivesse relacionado com a doença.

“Ter um nome é importante para impedir o uso de outros nomes que podem ser imprecisos ou estigmatizantes. Também nos fornece um formato padrão para uso em futuros surtos de coronavírus”, justificou o Diretor-Geral da OMS.

Os últimos dados conhecidos indicam que havia 45.171 casos confirmados com o coronavírus em todo o mundo, e 1.115 mortes, sendo a maioria dos casos da Província de Hubei, na China, para a situação do coronavírus.

A OMS ativou uma equipa de gestão de crises da ONU liderada por Mike Ryan. A equipa vai ajudar a OMS a concentrar-se na resposta à saúde, enquanto as outras agências podem trazer seus conhecimentos sobre as implicações sociais, económicas e de desenvolvimento mais amplas do surto.

O desenvolvimento de vacinas e terapêuticas é uma parte importante da agenda de investigação, mas o Diretor-Geral da OMS referiu que esse desenvolvimento levará tempo, dado que é expetável que a vacina só esteja disponível dentro de 18 meses, no entanto, considera que “não estamos indefesos”, pois “existem muitas intervenções básicas de saúde pública que estão disponíveis”.

O Diretor-Geral da OMS indicou que estão em curso as seguintes ações:

enviamos consumíveis para os países para diagnosticar e tratar pacientes e proteger os profissionais de saúde;

aconselhamos os países sobre como prevenir a propagação de doenças e cuidar de pessoas doentes;

estamos a fortalecer a capacidade laboratorial em todo o mundo;

estamos a treinar milhares de profissionais de saúde;

e a manter o público informado sobre o que todos podem fazer para proteger sua própria saúde e a dos outros.

O Diretor-Geral da OMS referiu que quando cada indivíduo se torna parte da estratégia de contenção então pode haver sucesso. Por isso, é importante que o público conheça as precauções que deve tomar, tais como:

limpar as mãos regularmente, esfregando-as com gel à base de álcool ou lava-las com água e sabão;

manter distância de alguém que tosse ou espirra;

quando tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com um lenço de papel ou com o interior do cotovelo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!