Eleições europeias: “Escolha o seu Futuro” não se abstenha

Parlamento Europeu lançou hoje, 25 de abril, a curta-metragem “Escolha o seu Futuro” para combater a abstenção às eleições europeias que têm lugar em Portugal no dia 26 de maio.

0
Parlamento Europeu
Parlamento Europeu. Foto: DR

Para incentivar o voto nas eleições europeias do final do mês de maio o Parlamento Europeu lança hoje o filme “Escolha o seu Futuro”. Em Portugal as eleições têm lugar no dia 26 de maio para eleger os deputados do país ao Parlamento Europeu.

A curta-metragem pretende encorajar os cidadãos a participarem nas eleições europeias e a refletirem sobre as gerações futuras, que terão de viver com as consequências da posição que cada um assumir no momento das eleições. Dirigida pelo premiado realizador Frédéric Planchon, retrata os momentos mais intensos, belos e frágeis que rodeiam o nascimento de bebés.

O filme é narrado por uma criança que apela ao sentido de responsabilidade dos eleitores. “Cada um de nós pode deixar uma marca, mas, juntos, podemos fazer toda a diferença. Escolha a Europa em que quer que eu cresça”.

Num momento de grandes desafios internacionais e europeus as eleições europeias, que se realizam em todos os Estados-Membros entre 23 e 26 de maio, vão traçar o futuro e a direção da União Europeia no contexto interno da vida dos cidadãos europeus bem como a sua posição no mundo.

Europeus com posição positiva da União Europeia

Dados de um inquérito recente, encomendado pelo Parlamento Europeu em abril, mostram que 80% dos inquiridos concorda que é mais importante o que une os Europeus do que o que os separa.

Ao longo de mais de dois anos de negociações sobre o Brexit, o processo tem vindo a demonstrar as incertezas da separação e os riscos de saída da União Europeia, e evidenciou também os benefícios de pertencer à União.

Quando os europeus são questionados sobre os sentimentos que têm primeiro quando pensam na União Europeia, a maioria dos europeus, 55% no total, respondeu esperança ou confiança, e um terço afirmou que a incerteza quanto ao futuro da Europa lhes provoca um sentimento de dúvida.

Os dados do último Eurobarómetro, de fevereiro de 2019, mostram que mais de dois terços, ou seja, 68% dos europeus acredita que a União Europeia trouxe benefícios ao seu país e que 61% considera positivo que o seu país esteja na União.

O Eurobarómetro indica que os cidadãos estão mais interessados no estado da economia, nas perspetivas de emprego, na migração, nas alterações climáticas e na luta contra o terrorismo, o que reforça a necessidade de maior união, cooperação e ação conjunta.

O futuro da Europa está nas mãos dos cidadãos que vão votar nas Eleições Europeias de 23 a 26 de maio. Apesar de os dados do Eurobarómetro mostrarem que, em fevereiro, mais de um terço dos europeus, ou seja, 35%, estava determinado a votar, um outro terço, 32%, ainda não estava convencido. Embora sejam os jovens eleitores aqueles que têm uma opinião mais positiva da União Europeia com 74%, apenas 21% estão determinados em ir às urnas, enquanto 34% estão indecisos.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!