Essen é a Capital Verde Europeia 2017

Essen, na Alemanha, é a partir de 21 de janeiro a Capital Verde Europeia 2017. A cidade procedeu nos últimos anos a uma revolução que teve origem num ambiente industrial desafiador para se reinventar conseguindo uma sustentabilidade ambiental.

0
16
Partilhas
Essen é a Capital Verde Europeia 2017
Essen é a Capital Verde Europeia 2017. Foto: © Johannes Kassenberg

A cidade de Essen na Alemanha irá tornar-se oficialmente a Capital Verde Europeia 2017 a partir de 21 de janeiro. Karmenu Vella, Comissário responsável pelo Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, transfere o título que deteve a cidade de Ljubljana em 2016.

Com mais de dois terços dos europeus a residirem em vilas ou cidades, enfrentar os desafios ambientais é da maior importância para a saúde e o bem-estar dos cidadãos. O galardão Capital Verde da Europa é uma forma de recompensar os esforços e o empenho na melhoria do ambiente urbano e no reforço da sensibilização para a necessidade de alterações ambientais a nível das cidades.

A impressionante transformação da indústria do carvão e do aço na Renânia do Norte-Vestefália é a prova de uma mudança estrutural bem-sucedida, tornando a cidade de Essen mais verde.

Essen irá servir de modelo para o desenvolvimento urbano sustentável, partilhando e promovendo as melhores práticas que foram testadas nesta cidade alemã.

Karmenu Vella afirmou, citado em comunicado: “Felicito Essen ao tornar-se Capital Verde Europeia 2017 um lugar mais saudável para viver”, a acrescentou que “os grandes progressos na sustentabilidade ambiental requerem visão, boa governança, liderança forte e envolvimento dos cidadãos”.

Thomas Kufen, presidente do município de Essen, afirmou: “Este prémio é o reconhecimento dos grandes esforços de Essen para se constituir como uma cidade em transformação, superando uma história industrial desafiadora para se reinventar como uma Cidade Verde”.

O presidente do município de Essen referiu ainda que todos iriam fazer esforços “para ser um exemplo para outras cidades europeias” encontrando soluções sustentáveis ​​para os desafios urbanos. Thomas Kufen conclui indicando: “Estamos muito animados para mostrar à Europa o que Essen tem para oferecer no ano como Capital Verde da Europa 2017. ”

A Comissão Europeia está a desenvolver a ‘Green City Tool’, uma nova ferramenta que pode ser utilizada por qualquer cidade para avaliar e monitorizar o seu desempenho ambiental. A ferramenta, que se baseia nos 12 critérios utilizados para selecionar Capitais Verdes, irá ajudar as cidades europeias a melhorarem o seu ambiente urbano e a qualidade de vida.

Na escolha de Essen o júri ficou impressionado com algumas infraestruturas, projetos e objetivos:

  • Um objetivo ambicioso de redução das emissões de CO2 em 40% até 2020;
  • Os 128.000 metros quadrados de estradas com asfalto optimizador para redução de ruído;
  • Um sistema de gestão da água com gestão das águas pluviais e prevenção de inundações;
  • Os 376 quilómetros de ciclovias, prevendo-se um aumento de 25% do ciclismo até 2035;
  • Criação de 20 000 postos de trabalho no sector ambiental até 2025;
  • Com 95% da população a viver a 300 metros de áreas urbanas verdes;
  • Recurso ao uso carro a ser reduzido em 29% até 2035;
  • Inexistência de aterro de lixo doméstico desde os anos 60;
  • O objetivo de reciclagem de 65% até 2020.

Durante 2017, a cidade de Essen, enquanto Capital Verde Europeia 2017, espera iniciar mais de 300 projetos para melhorar ainda mais a qualidade de vida dos habitantes e colocar a sustentabilidade no centro dos programas de desenvolvimento da cidade.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz