Mais três documentos de Portugal fazem agora parte da Memória do Mundo

Livro de Registos de Vistos concedidos pelo Cônsul de Portugal em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes 1939-1940, é um dos documentos que faz parte do registo da Memória do Mundo. Portugal tem agora dez documentos classificados pela UNESCO.

0
3
Partilhas
Documentos portugueses na Memória do Mundo da UNESCO
Documentos portugueses na Memória do Mundo da UNESCO

O Comité Consultivo Internacional do Programa Memória do Mundo da UNESCO (MoW), apreciou em reunião de 24 a 27 de outubro, na sede da UNESCO, em Paris, 130 candidaturas de documentos ao Registo Internacional da Memória do Mundo e recomendou a inscrição de 78 novas nomeações, incluindo 3 documentos de Portugal.

Os três documentos candidatos de Portugal ao Registo da Memória do Mundo, todos eles aprovados, são:

Registos Oficiais de Macau durante a Dinastia Qing (1693-1886), do Arquivo Nacional da Torre do Tombo e Arquivo Histórico de Macau.

Livro de Registos de Vistos concedidos pelo Cônsul de Portugal em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes 1939-1940, do Instituto Diplomático, Arquivo Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Codex Calixtinus da Catedral de Santiago de Compostela e outras cópias medievais do Liber Sancti Iacobi: As origens ibéricas da tradição Jacobeia na Europa da Biblioteca Nacional de Portugal, Direção-Geral das Belas Artes, Património Cultural, Arquivos e Bibliotecas de Espanha.

Os três documentos juntam-se aos sete que Portugal já tinha inscritos no Registo da Memória do Mundo, e que são os seguintes:

Carta Pêro Vaz de Caminhado Arquivo Nacional da Torre do Tombo;

Coleção Corpo Cronológicodo Arquivo Nacional da Torre do Tombo;

Tratado de Tordesilhasdo candidatura conjunta com Espanha , Arquivo Nacional da Torre do Tombo;

Relatórios da Primeira Travessia Aérea do Atlântico por Gago Coutinho e Sacadura Cabral do Arquivo Histórico de Marinha e Biblioteca Central;

Arquivos dos Dembos do Arquivo Histórico Ultramarino e Arquivo Nacional de Angola;

Roteiro da Primeira Viagem de Vasco da Gama à Índia 1497-1499, 2013 da Biblioteca Municipal do Porto;

Manuscrito do Comentário do Apocalipse (Beatus da Liébana) na Tradição Ibérica do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Biblioteca Nacional de Portugal e Arquivos de Espanha.

O Registo da Memória do Mundo inclui agora um total de 427 documentos e coleções, provenientes de todos os continentes e suportados em vários materiais, como a pedra, o papel, o pergaminho e gravações de som.

Para a Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, o Programa Memória do Mundo vai no sentido da preservação do património documental e da memória, em benefício do presente e das gerações futuras, num espírito do diálogo, de cooperação internacional e de entendimento mútuo, construindo a paz nas mentes de todos.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz