Novas orientações da Organização Mundial da Saúde sobre uso de mascaras

Como fabricar mascaras de tecido e como as usar? Que tipo de mascaras devem ser usadas e em que situação? Novas recomendações da Organização Mundial da Saúde alertam para os Governos reforçarem as medidas de prevenção.

0
Novas orientações da Organização Mundial da Saúde sobre uso de mascaras
Novas orientações da Organização Mundial da Saúde sobre uso de mascaras

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu novas orientações sobre quem deve usar uma máscara, quando deve ser usada e do que deve ser feita. Novas orientações que o Diretor-Geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, referiu serem baseadas “numa análise cuidadosa de todas as evidências disponíveis e numa ampla consulta a especialistas internacionais e a grupos da sociedade civil”.

O Diretor-Geral da OMS lembrou “que as máscaras só devem ser usadas como parte de uma estratégia abrangente na luta contra o COVID”, e que “as máscaras por si não protegerão do COVID-19”.

O que não mudou nas recomendações

Tedros Adhanom Ghebreyesus referiu:

“A OMS continua a recomendar que as pessoas doentes com sintomas de COVID-19 permaneçam em casa e consultem o médico.

As pessoas com COVID-19 devem ser isoladas e cuidadas numa unidade de saúde e seus contatos devem ser colocados em quarentena.

Se for absolutamente necessário que uma pessoa doente ou um contato saia de casa, então devem usar uma máscara médica.

A OMS continua a aconselhar que as pessoas que cuidam de uma pessoa infetada, em casa, usem uma máscara médica enquanto estiverem na mesma sala que a pessoa doente.

E a continua a aconselhar que os profissionais de saúde usem máscaras médicas e outros equipamentos de proteção ao lidar com pacientes suspeitos ou confirmados de COVID-19”.

Novas recomendações

Em primeiro lugar: “Em áreas com ampla transmissão, a OMS aconselha máscaras médicas para todas as pessoas que trabalham nas áreas clínicas de uma unidade de saúde, não apenas para os trabalhadores que lidam com pacientes com COVID-19.

Isso significa, por exemplo, que quando um médico faz uma consulta nas unidades de cardiologia ou de cuidados paliativos onde não há pacientes confirmados com COVID-19, devem usar uma máscara médica”.

Em segundo lugar: “Em áreas com transmissão pela comunidade, a OMS aconselha que pessoas com 60 anos ou mais, ou aquelas com condições subjacentes, usem uma máscara médica em situações em que o distanciamento físico não é possível”.

Em terceiro lugar: “A OMS também atualizou suas orientações sobre o uso de máscaras pelo público em geral em áreas com transmissão pela comunidade”.

Neste capítulo e “à luz das evidências em evolução, a OMS recomenda que os governos incentivem o público em geral a usar máscaras onde houver transmissão difusa e o distanciamento físico seja difícil, como em transportes públicos, em lojas ou em outros ambientes confinados ou lotados”.

Como fazer uma mascara

Tedros Adhanom Ghebreyesus referiu que a “orientação atualizada contém novas informações sobre a composição das máscaras de tecido, com base em investigações académicas solicitadas pela OMS”, e “recomenda que as máscaras de tecido devem consistir em pelo menos três camadas de material diferente”.

As orientações da OMS também fornecem informação como lavar e manter uma máscara de tecido.

Como usar uma máscara com segurança

As pessoas podem potencialmente infetar-se se usarem as mãos contaminadas para ajustar uma máscara ou retirá-la e colocá-la repetidamente, sem em cada passo higienizarem ou lavarem as mãos.

A OMS alerta que “as máscaras também podem criar uma falsa sensação de segurança, levando as pessoas a negligenciar medidas como higiene das mãos e o distanciamento físico”.

As máscaras por si só não protegem da COVID-19

“As máscaras não substituem o distanciamento físico, a higiene das mãos e outras medidas de saúde pública.

As máscaras são apenas benéficas como parte de uma abordagem abrangente na luta contra o COVID-19.

A pedra angular da resposta em todos os países deve ser identificar, isolar, testar e cuidar de todos os casos, além de rastrear e colocar em quarentena todos os contatos.

É isso que sabemos que funciona. Essa é a melhor defesa de todos os países contra o COVID-19”, referiu o Diretor-Geral da OMS.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!