Núcleo Museológico do Mar em Matosinhos reabre portas no Dia do Pescador

Apresentação e exibição do documentário “Portugal tem Lata”, degustação de conservas e reabertura do Núcleo Museológico do Mar, após obras de beneficiação, são iniciativas que assinalam o Dia do Pescador, 31 de maio, em Matosinhos.

0
Núcleo Museológico do Mar em Matosinhos reabre portas no Dia do Pescador
Núcleo Museológico do Mar em Matosinhos reabre portas no Dia do Pescador. Foto: DR

O Dia do Pescador, sexta-feira, 31 de maio, é assinalado em Matosinhos, onde é sublinhada a importância do sector das pescas para a economia do concelho e homenageado o trabalho árduo dos pescadores, operários e empresários conserveiros matosinhenses.

A Câmara Municipal de Matosinhos, em parceria com o NAPESMATE – Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos, preparou para o Dia do Pescador um programa que inclui a apresentação do documentário “Portugal tem Lata” e a reabertura do Núcleo Museológico do Mar, após obras de beneficiação realizadas pela autarquia.

O programa do Dia do Pescador tem início as 14h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a exibição do documentário “Portugal tem Lata”, dedicado à indústria conserveira nacional, e que conta com a apresentação do historiador Joel Cleto.

O documentário foi produzido com o alto patrocínio da Câmara Municipal de Matosinhos, e tem argumento e realização de João Trabulo e de Rui Pregal da Cunha, antigo vocalista da banda Heróis do Mar. A obra conta uma história de dois séculos, enfatizando a profunda ligação de Matosinhos a esta indústria. Tempos em que Matosinhos possuía o maior porto de pesca de sardinha e o maior centro conserveiro, do mundo.

Após a exibição do documentário, o Salão Nobre dos Paços do Concelho acolhe uma degustação de conservas produzidas em Matosinhos.

Mas o Dia do Pescador fica marcado pela reabertura, às 18h00, do Núcleo Museológico do Mar, situado na antiga Escola Primária do Bairro dos Pescadores, na Rua de Manhufe.

Este equipamento, inaugurado em 2012, integra a Rede de Museus de Matosinhos e tem como missão central estudar, preservar e promover a memória dos pescadores de Matosinhos. A exposição permanente mostra um conjunto de objetos que fizeram parte do quotidiano da comunidade dos pescadores matosinhenses, doados ao NAPESMATE.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!