O sono aumenta a eficácia da vacina COVID-19

Os benefícios da vacina contra a COVID-19 podem ser maximizados através do sono. Investigadores da University of South Australia indicam que dormir regularmente estimula o sistema imunológico.

0
O sono aumenta a eficácia da vacina COVID-19
O sono aumenta a eficácia da vacina COVID-19. Foto: © Rosa Pinto

O sono é um fator essencial para manter uma boa saúde e bem-estar, especialmente durante uma pandemia, como é a atual de COVID-19, refere Raymond Matthews, investigador em sono e fadiga da University of South Australia (UniSA).

“No momento, estamos todos muito focados em nos mantermos saudáveis ​​- higienizando as mãos e mantendo-nos socialmente distantes – mas o que muitas pessoas esquecem é que o sono desempenha um papel essencial em nossa saúde geral”, lembra Raymond Matthews.

O investigador refere que “o sono desempenha um papel vital no sistema imunológico do nosso corpo. Quando dormimos o suficiente, nossos glóbulos brancos podem combater com mais eficiência as bactérias ou vírus invasores. Mas quando diminuímos o sono, o inverso acontece, os nossos glóbulos brancos são reduzidos e o sistema imunológico fica comprometido.”

Um estudo de laboratório restringiu o sono de participantes saudáveis ​​a quatro horas por noite, durante seis noites, antes da administração de uma vacina contra a gripe. Até 10 dias depois, os indivíduos privados de sono possuíam metade do número de anticorpos da vacina do que os controlos não privados de sono.

“Somos incentivados a dormir pelo menos oito horas por noite, mas com as pressões diárias do trabalho, da escola e da vida familiar, muitas vezes é muito fácil sacrificar”, refere Raymond Matthews.

O investigador indica que para uma boa noite de sono deve seguir o seguinte:

1.escolher refeições leves, em vez de refeições pesadas à noite;

2.manter o quarto escuro, fresco e silencioso;

3.evitar luz forte à noite – especialmente a luz de telefones e dispositivos – e obter luz solar suficiente durante a manhã;

4.fazer exercício durante o dia;

5.evitar cigarros, cafeína e álcool.

“Ter uma rotina relaxante na hora de dormir pode ajudar. Isso pode incluir desligar a televisão mais cedo ou ler um livro na cama, mas, o mais importante é sentir-se calmo e confortável” esclarece o investigador.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!