Oracle abre 12 novos centros de dados na Ásia, Europa e América do Norte

Oracle alarga a atual infraestrutura cloud com a abertura de 12 novos centros de dados nas regiões da Ásia, Europa e América do Norte. Na Europa os novos centros ficam em Amesterdão, na Holanda, e na Suíça.

0
Oracle
Oracle. Foto: Rosa Pinto

A Oracle, uma empresa que fornece serviços de Bases de Dados, acaba de anunciar que, devido à forte procura dos seus serviços na cloud, vai expandir a sua infraestrutura na cloud, com a abertura de 12 novos centros de dados (Data Centers) regionais.

Os novos centros de dados vão reforçar os serviços da Oracle Cloud já disponíveis nas regiões da Ásia, da Europa e América do Norte. Com os novos centros a Oracle pretende reforçar os meios à escala mundial para disponibilizar um lote completa e integrado dos seus serviços SaaS, PaaS, e IaaS, bem como novos serviços de segurança, Blockchain, e inteligência artificial.

“O futuro das TI é autónomo” referiu Mark Hurd, CEO da Oracle, mas acrescentou que com os novos centros de dados, “a Oracle posiciona-se de uma forma única para disponibilizar a oferta das tecnologias mais autónomas do mundo.”

Mark Hurd referiu: “As nossas margens de lucro irão continuar a aumentar na proporção dos nossos investimentos. Com esta nova expansão dos nossos centros de dados nas regiões da Ásia, Europa e América do Norte, podemos ajudar os nossos clientes a reduzirem os custos das Tecnologias de Informação (TI), a reduzirem os riscos e a tornarem-se mais competitivos do que nunca”.

Os centros da infraestrutura da Oracle Cloud vão ser instalados na China, Índia, Japão, Arábia Saudita, Singapura e Coreia do Sul, na Ásia, em Amesterdão, na Holanda, e Suíça, na Europa, e na América do Norte vão ser instalados dois novos centros no Canadá e nos EUA, que vão garantir o suporte das cargas de trabalho do Departamento de Defesa dos EUA.

A Oracle indicou que desde o lançamento da Oracle Cloud, tem vindo a ganhar ter cada vez mais clientes, “não apenas entre as empresas do ranking das Global 2000, bem como entre as médias e pequenas empresas”. Este crescimento é devido à flexibilidade dos centros Oracle “executarem cargas de trabalho críticas num ambiente cloud de baixa latência, com elevados níveis de disponibilidade, fiabilidade e segurança.”

Atualmente, a Oracle tem clientes em 195 países que executam as suas aplicações mais exigentes na Oracle Cloud Platform e na Oracle Cloud Infrastructure, indicou a Oracle, em comunicado.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!