Pelotão de camiões em marcha com condução semiautónoma

Primeira experiência de viagem de um pelotão de veículos pesados com condução semiautónoma ocorreu entre a Suécia, Alemanha, Bélgica, e Holanda, numa situação real de via e de tráfego.

0
1
Partilhas
Camiões em pelotão com condução semiautomática
Camiões em pelotão com condução semiautomática. Foto: © DR

A Iveco, DAF, Daimler, MAN, Scania e Volvo, participaram em testes com camiões em marcha com condução semiautónoma mostrando o sucesso da tecnologia e ao mesmo tempo transformaram o evento num marco da inovação tecnológica na Europa. A tecnologia de condução autónoma tem vindo a ser testada já há algum tempo, mas foi a primeira vez que os testes tiveram lugar numa estrada aberta ao tráfego.

O pelotão de camiões é constituído por dois ou três camiões em comboio. Estes veículos seguem a pouca distância uns dos outros. A ligação entre si é feita por tecnologia de conetividade e sistemas de apoio à condução automatizada.

O camião que segue na frente, isto é, o cabeça de pelotão age como líder, e os camiões que o seguem atrás vão reagindo adaptando-se às mudanças no movimento impostas pelo líder. Por exemplo, se os travões do líder do pelotão forem acionados, todos os outros camiões no pelotão comportam-se da mesma forma.

Os camiões do pelotão movimentam-se a uma velocidade constante, desta forma o consumo de combustível diminui e melhoram os fluxos de tráfego, por outro lado a curta distância entre os camiões significa menos espaço ocupado na estrada.

Esta disposição dos camiões em pelotão pode ajudar a tornar o transporte mais seguro, mais limpo e mais eficiente, e assim, vai reduzir o consumo de combustível através de melhores práticas de condução, e mais importante ainda tem o potencial para reduzir, até 10%, as emissões de CO2.

As vantagens de circulação de camiões em pelotão vão para além dos transportes. A condução automatizada e a mobilidade inteligente também oferecem vantagens reais para o mercado de trabalho, a logística e a indústria das tecnologias de informação e comunicação, entre outras.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz