Português participa em missão de simulação a Marte, AMADEE-18

João Lousada da GMV INSYEN integra missão de simulação a Marte, AMADEE-18. A missão de seis Astronautas Análogos consiste em realizar, durante um mês, uma série de experiências num ambiente que simula uma missão a Marte.

0
João Lousada
João Lousada. Foto: OeWF/Paul Santek

João Lousada, colaborador da GMV INSYEN, na Alemanha, Astronauta Análogo e subcomandante de campo do Fórum Espacial Austríaco (OeWF), integra a equipa que participa na missão de simulação a Marte, AMADEE-18.

A equipa de missão constituída por seis astronautas análogos vão descer até à árida paisagem do deserto de Dhofar, em Omán, para viver em isolamento e realizar uma série de experiências num ambiente que simula uma missão a Marte.

A missão AMADEE-18, liderada pelo OeWF em parceria com organizações internacionais de investigação, vai levar durante o mês de fevereiro uma tripulação de campo formada por 15 membros de 8 países que vão conduzir um conjunto de testes de preparação para futuras missões humanas a Marte.

Os testes a desenvolver são no campo da engenharia, operações de superfície planetária, astrobiologia, geofísica e geologia, ciências da vida e de outras disciplinas. Faz parte das experiências a utilização de um drone, veículos terrestres robóticos (rovers) e um viveiro insuflável para simular missões a Marte.

Uma outra equipa vai trabalhar no Centro de Suporte da Missão (MSC, sigla em inglês) a partir de Innsbruck, na Áustria, com um atraso de sinal de 10 minutos entre as duas equipas, simulando assim o tempo de propagação do sinal entre Marte e a Terra.

Os astronautas análogos que integram a missão passaram por um sistema rigoroso de seleção e de treino para operar com o simulador de fato espacial Aouda do OeWF e realizar as diferentes experiências científicas e atividades de campo. Atuam também como a face visível do projecto, representando a missão como embaixadores nos media e em atividades educativas.

Para além de João Lousada participa também Laura Zanardini da GMV INSYEN, neste caso como Diretora de Voo desde o Centro de Suporte da Missão. A partir do centro vai coordenar a planificação e a execução da missão para garantir o cumprimento dos objetivos.

João Lousada com responsabilidade no Centro de Controlo de Columbus

João Lousada, de 29 anos licenciou-se em Engenharia Aeroespacial em Lisboa, fez tese de mestrado na Universidade de Victoria, Canadá, centrada na determinação da atitude do satélite, e atualmente trabalha na GMV INSYEN, na Alemanha, onde ocupa o cargo de Engenheiro de Operações de Voo para Columbus. O jovem João Lousada, para-quedista certificado e mergulhador de resgate, é responsável pelo controlo de subsistemas do módulo Europeu da Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês) no Centro de Controlo de Columbus em Munique.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!