Portugueses favoráveis em pertencer à União Europeia

Eurobarómetro revela que aumentou o número de europeus que considera positivo pertencer à União Europeia, atingindo os 68%. Em Portugal a percentagem sobre para 78%. Este aumento de adesão vem após o desenvolvimento do processo Brexit.

0
Portugueses favoráveis em pertencer à União Europeia
Portugueses favoráveis em pertencer à União Europeia. Foto: Rosa Pinto

O mais recente Eurobarómetro revelou haver um número recorde de europeus que consideram positivo pertencer à União Europeia (UE), atingindo os 68%, e em Portugal a percentagem dos que consideram positivo aumenta para 78%.

O Eurobarómetro indicou ainda que uma grande maioria dos portugueses, ou seja, 72% votaria a favor da permanência na União Europeia num referendo semelhante ao Brexit.

Pertencer à UE é considerada “uma coisa boa” indicaram 62% dos europeus, que é a percentagem mais alta registado nos últimos 25 anos, revelou o estudo de opinião conduzido pelo Parlamento Europeu (PE), em setembro de 2018. O estudo indica ainda que 68% dos europeus considera que o seu país beneficia ao pertencer à UE. Uma percentagem que é a mais elevado desde 1983.

Em Portugal, a percentagem é 67% dos portugueses a considerar que o país beneficia ao estar na UE, uma percentagem que está acima da média europeia, e que representa um crescimento de dois pontos percentuais face aos resultados de abril.

Os indicadores de apoio à UE registam uma evolução positiva, o que sugere um aumento da consciência dos benefícios de fazer parte da UE, no seguimento do referendo no Reino Unido em 2016.

O estudo indica que quando questionados sobre como votariam num referendo sobre a permanência na UE, 66% dos europeus indicam que votariam a favor de ficar, uma opinião maioritária em todos os Estados-Membros, sendo de 72% em Portugal.

Os cidadãos também manifestaram estar mais satisfeitos com o funcionamento da democracia na UE atingindo os 61% quando era de 55% em abril, em Portugal, e 49% a nível europeu, também têm uma boa imagem do PE, sendo 43% dos portugueses a indicar uma imagem positiva da instituição, que é a quinta percentagem mais elevada na UE.

Os portugueses são também os quartos a defender um papel mais interventivo do PE, atingindo os 64% face à média europeia de é de 48%.

O Eurobarómetro revelou também que 41% dos europeus identificam corretamente a data das eleições europeias, uma subida de nove pontos percentuais em seis meses. Em Portugal, este valor aumentou cinco pontos para 29%. Contudo, 63% dos portugueses ainda não conhecem a data das próximas eleições europeias, que vão realizar-se em maio de 2019.

A economia e crescimento e o combate ao desemprego jovem são os temas que os cidadãos mais gostariam de ver discutidos durante a campanha eleitoral, tanto em Portugal como a nível europeu.

Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu, referiu: “Na altura em que os detalhes do acordo da saída do Reino Unido estão a ser finalizados, estes dados revelam uma crescente apreciação dos benefícios de pertencer à União Europeia. No entanto, há ainda muito trabalho a fazer. É essencial continuar a cooperação e solidariedade a nível europeu para responder às preocupações dos cidadãos”

“O facto de 51% dos cidadãos do Reino Unido responderem que gostariam de ficar na UE reflete as profundas divisões criadas pela decisão do Brexit e a necessidade de encontrarmos uma relação futura a longo prazo próxima e sustentável”, acrescentou Guy Verhofstadt, coordenador do PE para o Brexit.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!