Prémio Horizonte em alta tecnologia para a ajuda humanitária

Prémio Horizonte do Conselho Europeu da Inovação, lançado a 30 de novembro, vai apoiar soluções de base tecnológica, acessíveis no custo, para ajuda humanitária. O prémio, no valor de 5 milhões de euros, recebe candidaturas até 15 de janeiro de 2020.

0
1
Partilhas
Prémio Horizonte em alta tecnologia para a ajuda humanitária
Prémio Horizonte em alta tecnologia para a ajuda humanitária. Foto: Rosa Pinto

A Comissão Europeia lançou o primeiro de seis Prémios Horizonte do Conselho Europeu da Inovação (CEI) sobre alta tecnologia a preços acessíveis para a ajuda humanitária. Os Prémios Horizonte do CEI fazem parte do seu ensaio-piloto, no âmbito do Programa-Quadro de Investigação e Inovação da União Europeia, o Horizonte 2020.

O Prémio em alta tecnologia para a ajuda humanitária tem como objetivo apoiar as melhores soluções de base tecnológica que sejam eficazes e comprovadas, de custo acessível para ajuda humanitária. As candidaturas ao prémio poderão ser feitas até 15 de janeiro de 2020.

O prémio tem um valor de 5 milhões de euros a ser dividido em partes iguais por cinco categorias de tecnologias: abrigos e assistência correspondente; abastecimento de água, higiene e saneamento básico; energia; saúde e cuidados médicos; e uma categoria “aberta”. As tecnologias incluem nanotecnologias, materiais avançados ou impressão 3D, e outras.

Para Carlos Moedas, Comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, “as altas tecnologias podem ter um importante papel inclusivo”, e acrescentou: “As tecnologias de topo podem apoiar um maior número de pessoas, em especial os mais vulneráveis, a terem acesso, a preços comportáveis, a produtos sustentáveis de alta qualidade, o que melhorará a sua qualidade de vida.”

Christos Stylianides, Comissário responsável pela Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, referiu que a União Europeia é “o maior doador do mundo em termos de Ajuda Humanitária”, mas é necessário garantir que a UE proporciona “a melhor resposta de qualidade às pessoas em situação crítica.”

Para o Comissário os “Instrumentos inovadores e a tecnologia criativa podem fazer uma grande diferença no futuro, quanto à resposta a situações de crise, incluindo a prestação de ajuda em regiões remotas.”

Conselho Europeu da Inovação em fase piloto

O Programa de Trabalho de 2018 a 2020 do Programa-Quadro Horizonte 2020, publicado em 27 de outubro de 2017, introduziu medidas de apoio à inovação através da criação de uma fase piloto do Conselho Europeu da Inovação. O orçamento para os projetos-piloto do CEI é de 2,7 mil milhões de euros.

Os projetos-piloto do CEI agregam os instrumentos já existentes, como os Prémios de Incentivo, o Instrumento PME, as Tecnologias Futuras e Emergentes e o Processo Acelerado para a Inovação.

Os Prémios Horizonte do CEI são ambiciosos de modo a desencadearem inovações em domínios onde existem importantes problemas sociais para serem resolvidos. Estes prémios apelam a soluções de vanguarda, que demonstrem a sua viabilidade ou potencial inovador e com rápida colocação no mercado.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz