Presidente do PE impõe sanções a eurodeputado por ofensas às mulheres

Presidente do Parlamento Europeu (PE), Antonio Tajani, impõe sanções ao eurodeputado Janusz Korwin-Mikke por declarações consideradas ofensivas para as mulheres. As sanções incluem a proibição de representar o PE durante um ano.

0
Janusz Korwin-Mikke, Eurodeputado
Janusz Korwin-Mikke, Eurodeputado. Foto: DR

O Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, anunciou hoje em Estrasburgo a decisão de sancionar o eurodeputado polaco Janusz Korwin-Mikke pelas suas declarações contra a igualdade de género. O eurodeputado tinha afirmado no PE que “as mulheres devem ganhar menos do que os homens por serem mais fracas, mais pequenas e menos inteligentes”.

O Presidente do PE impôs sanções ao eurodeputado com uma “severidade sem precedentes”. As sanções incluem “a perda das ajudas de custo diárias durante 30 dias, a suspensão da sua participação em todas as atividades do Parlamento durante 10 dias e a proibição do deputado representar o PE durante um ano.”

O nível das sanções impostas é proporcional à gravidade das declarações do deputado, que ofendeu todas as mulheres, através de um ataque à igualdade de género, durante um debate sobre a mulher, numa sessão plenária presidida por uma mulher.

Antonio Tajani, na sessão plenária de hoje, em Estrasburgo, antes do início das votações, afirmou: “Não irei tolerar este tipo de comportamento, em particular de quem deveria, com dignidade, representar os cidadãos europeus”.

O PE a acrescentou ainda: “Abri imediatamente uma investigação, que foi concluída rapidamente, e imponho agora sanções apropriadas à gravidade da ofensa”.

O Presidente Tajani apresentou ainda as suas desculpas àqueles que se sentiram ofendido pelas declarações do deputado visado, sublinhando que não irá tolerar comportamentos desta índole.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!