Professoras dominam no ensino básico e secundário

Em toda a UE são as professoras que estão em maior número. No ensino básico a média é de 85% e no secundário é de 64%. Verifica-se também que mais de um terço dos professores tem idade igual ou superior a 50 anos.

0
1
Partilhas
Professoras dominam no ensino básico e secundário
Professoras dominam no ensino básico e secundário. Foto: © UE/DR

No dia mundial dos professores, 5 de outubro, o Eurostat – Gabinete de Estatísticas da União Europeia dá a conhecer a distribuição por sexo e idade dos professores em funções, em todos os Estados-Membros da União Europeia (UE).

Em 2014, do conjunto dos 2,1 milhões de professores do ensino básico da União Europeia (UE), 1,7 milhões eram mulheres, representando 85% dos professores. No ensino secundário, dos 3,6 milhões de professores, 2,3 milhões eram mulheres, representando 64% de toda a comunidade destes professores.

A predominância de professoras no ensino básico dá-se em todos os Estados-Membros, atingindo os 90% em 11 Estados-Membros, e com maiores proporções na Lituânia, Hungria e Eslovénia, com 97% e a Itália com 96%. As situações mais equilibradas verificaram-se na Dinamarca, onde as mulheres representavam 69%, na Grécia 70% e no Luxemburgo 75%. Em Portugal a percentagem de professoras era de 80%, um número que se aproximava da média da UE (85%).

No ensino secundário os professores do sexo feminino também dominavam em todos os Estados-Membros. No entanto, na maioria dos Estados-Membros a situação era mais equilibrada do que no ensino básico. Verificaram-se maiores equilíbrios nos dois sexos na Holanda com 51% de professoras, no Luxemburgo com 53%, na Dinamarca com 56% e Espanha com 57%. As maiores percentagens de professoras foram encontradas na Letónia com 83%, na Lituânia com 82% e na Bulgária com 79%. Em Portugal a percentagem de professoras no secundário era 70%, neste caso acima da média da UE (64%).

No que diz respeito às idades dos professores a exercer funções no ensino básico, em 2014, verificou-se que 0,2 milhões, representando 11%, tinham menos de 30 anos, e que 0,7 milhões, ou seja, 32% tinham idade igual ou superior a 50 anos.

Em toda a UE verificou-se que em média 1 em cada 3 professores tinha 50 ou mais anos de idade. Em Itália foi onde se verificou uma maior percentagem de professores com idades iguais ou superiores a 50 anos, atingindo neste caso os 53%, também na Bulgária e na Alemanha atingiram os 42% e na Lituânia os 41%.

No ensino secundário os professores com menos de 30 anos eram 0,3 milhões, correspondendo a 8% do total, e no caso de idades iguais ou superiores a 50 anos o número era de 1,4%, correspondendo a 38%.

As percentagens mais elevadas de professores com idades iguais ou superiores a 50 anos foram registadas em Itália com 58% e na Estónia com 50%, seguida pela Letónia com 49%, na Bulgária e na Alemanha com 48%. Em contraste, havia proporcionalmente menos professores nessa faixa etária em Malta com 15%, no Reino Unido com 25%, no Luxemburgo com 26% e na Polónia com 27%. Em Portugal a percentagem era de 33%, ou seja, situava-se na média da UE.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz