Um quarto da população mundial tem tuberculose latente

Estudo baseado em evidências epidemiológicas da tuberculose latente mostra que um quarto da população pode vir a sofrer de tuberculose. A tuberculose mata até 2 milhões por ano e a meta da OMS para a eliminar até 2035 é difícil de alcançar.

0
Um quarto da população mundial tem tuberculose latente
Um quarto da população mundial tem tuberculose latente. Foto: © Rosa Pinto

Um novo estudo do Hospital Universitário Aarhus e da Universidade Aarhus, na Dinamarca, mostrou que uma em cada quatro pessoas no mundo possui a bactéria da tuberculose no organismo. A tuberculose é causada pela bactéria Mycobacterium Tuberculosis.

A tuberculose é a doença infeciosa mais mortal afetando mais de 10 milhões de pessoas todos os anos, e mata até 2 milhões por ano.

Para além das pessoas com diagnóstico de tuberculose há muitas pessoas que estão infetados com a bactéria mas não têm a doença ativa, possuem assim a chamada tuberculose latente. O número de pessoas com tuberculose latente tem vindo a ser estimado com base em suposições sobre quantos pacientes com tuberculose ativa podem infetar, mas sem uma base empírica para essas suposições.

Investigadores da Dinamarca e da Suécia usaram um novo método para descrever a ocorrência de infeção por tuberculose latente. Os investigadores analisaram 88 estudos científicos de 36 diferentes países e, com base nas evidências epidemiológicas, estimaram uma prevalência, mesmo para os países onde não existem estudos disponíveis, e calcularam também um valor aproximado para a prevalência global.

No estudo os investigadores enfatizam que será extremamente difícil atingir a meta de eliminar a tuberculose até 2035, que é o objetivo da Organização Mundial da Saúde (OMS). De qualquer forma, o objetivo não pode ser alcançado sem o tratamento da grande incidência de tuberculose latente, já que todas as pessoas infetadas correm o risco de desenvolver a tuberculose ativa mais tarde na vida, referiu Christian Wejse, especialista em doenças infeciosas do Hospital Universitário Aarhus, Dinamarca.

O estudo baseado em testes a 351.811 pessoas indica que o número de pessoas com tuberculose latente está entre um quinto e um quarto, dependendo do método de teste usado.

Assim, o estudo documenta uma ocorrência significativa de infeção por tuberculose no mundo de hoje, embora um pouco menos do que se pensava anteriormente.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!