União Europeia impõe sansões a responsáveis por ciberataque ao Bundestag

Ciberataque ao Parlamento Federal Alemão, em 2015, afetou o funcionamento durante vários dias. A União Europeia impõe sansões a dois indivíduos e a um organismo pela responsabilidade da ação criminosa.

0
União Europeia impõe sansões a responsáveis por ciberataques ao Bundestag
União Europeia impõe sansões a responsáveis por ciberataques ao Bundestag. Foto: © Rosa Pinto

O Conselho Europeu impôs hoje medidas restritivas a dois indivíduos e a um organismo por serem responsáveis ou pela participação no ciberataque ao Parlamento Federal Alemão (Deutscher Bundestag) em abril e maio de 2015. O ciberataque teve como alvo o sistema de informação do parlamento e afetou sua capacidade de funcionamento durante vários dias.

No ciberataque foi roubada uma grande quantidade de dados e as contas de e-mail de vários membros do parlamento, incluindo a da chanceler Angela Merkel, foram afetadas.

As sanções agora impostas consistem na proibição de viajar e no congelamento de ativos dos indivíduos, e um congelamento de ativos ao organismo. Além disso, as pessoas e entidades da UE estão proibidas de disponibilizar fundos aos responsáveis pelo ciberataque, que incluem 8 pessoas e 4 entidades e organismos.

As sanções são uma das opções disponíveis no quadro da União Europeia para uma resposta diplomática conjunta às atividades cibernéticas maliciosas (a chamada caixa de ferramentas da ciberdiplomacia) e destinam-se a prevenir, desencorajar, dissuadir e responder à continuação e aumento de comportamentos maliciosos no ciberespaço.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!