Ursula von der Leyen: Internet de alta velocidade tem de estar disponível em Marvão ou Monsaraz

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, esteve na apresentação, por António Costa, do Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal, e lembrou que a Internet de alta velocidade também tem de estar disponível em Marvão ou Monsaraz.

0
Ursula von der Leyen: Internet de alta velocidade tem de estar disponível em Marvão ou Monsaraz
Ursula von der Leyen: Internet de alta velocidade tem de estar disponível em Marvão ou Monsaraz. Foto: TVEuropa

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse hoje, em Lisboa, durante a apresentação do Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal pelo Primeiro-Ministro, António Costa, que “temos de avançar rapidamente para um futuro justo, ecológico, digital e resiliente”, prioridades que considera que fazem parte do Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal, e que “são certamente prioridades para o NextGenerationEU”.

Ursula von der Leyen lembrou que “mais uma vez, Portugal não só está bem posicionado para tirar o máximo partido do NextGenerationEU mas pode ser um modelo para outros”, e continuou referindo: “O NextGenerationEU vai dar especial ênfase às reformas, e Portugal tem uma grande experiência neste campo, desde as reformas muito difíceis do passado, até às reformas mais recentes, em domínios que vão da aprendizagem ao longo da vida, ao setor da saúde, ao combate à segmentação do mercado de trabalho, para dar à juventude perspetivas de futuro”.

“A segunda parte do NextGenerationEU é o investimento na economia e na sociedade de amanhã. E, aqui, Portugal também já leva vantagem, especialmente quando falamos da dupla transição ecológica e digital”, e lembrou, neste caso, a Web Summit que se realiza em Lisboa e que reúne 80 mil dos mais reputados profissionais da tecnologia do mundo.

A presidente da Comissão referiu que há um “bom prenúncio para a década digital que aí vem, para Portugal e para a Europa. Mas, para aproveitar tudo isto, temos de investir agora, por exemplo, nas competências, nas PME, nas PME da área digital, nos dados”, e lembrou que “não são usados 80 % dos dados industriais que recolhemos diariamente”, também a inteligência artificial, a infraestrutura 5G são competência a não perder.

“E temos de garantir que a Internet de alta velocidade que há em Lisboa também está disponível nas zonas rurais, como Marvão ou Monsaraz” afirmou Ursula von der Leyen.

Na luta contra as alterações climáticas, Portugal está na linha da frente, referiu a Presidente da Comissão, e acrescentou: “Este país está, infelizmente, habituado aos incêndios florestais. Tem-no estado há muitos anos. Mas a diferença é agora a sua frequência e intensidade”, e “Isto é apenas o princípio das alterações climáticas”.

É urgente o Pacto Ecológico Europeu para devolver ao planeta aquilo que lhe retirou, indicou Ursula von der Leyen, e lembrou: “É a nossa matriz para a transformação de que a nossa economia e a nossa sociedade precisam para bem do planeta, para bem das pessoas e para bem da nossa prosperidade a longo prazo”.

“A ambição fundamental é que a Europa seja um continente com impacto neutro no clima até 2050. É um objetivo ambicioso a longo prazo que requer – agora – medidas a curto prazo. É por esta razão que, no início deste mês, a Comissão anunciou um novo objetivo para a redução das emissões de, pelo menos, 55 % até 2030. Isto vai ajudar a dar a segurança e as orientações de que precisam investidores e empresários — aqui em Portugal e por toda a Europa. Com o NextGenerationEU, dispomos agora dos investimentos necessários para apoiar esta ambição”, esclareceu Ursula von der Leyen.

A Presidente da Comissão afirmou: “Temos o plano, temos o roteiro, temos os investimentos. Desde os investimentos em ligações ferroviárias de alta velocidade até à renovação dos edifícios, ou a mobilidade limpa, o hidrogénio, e muitas outras áreas. O NextGenerationEU vai investir nos projetos com maior impacto para cada país”, sendo “uma oportunidade para reforçar essa liderança e investir na investigação e na inovação que fazem a fama deste país. A minha mensagem é: usem-no, usem-no”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!