Diabetes: a doença familiar do século XXI

A Diabetes apresenta uma previsão de crescimento exponencial para os próximos anos. O Podologista Francisco Oliveira Freitas esclarece, neste seu artigo, que o paciente necessita de acompanhamento e a família desempenha, neste caso, um papel importante.

0
Francisco Oliveira Freitas, Podologista
Francisco Oliveira Freitas, Podologista. Foto: DR

A Diabetes é uma doença crónica caracterizada pelo aumento da glicose (os níveis de açúcar presentes no sangue), provocado pela insuficiente produção de insulina – a hormona responsável por transportar a glicose da corrente sanguínea para as células, cuja fonte energética é a glicose. Atualmente, esta doença afeta mais de 40% da população portuguesa, e prevê-se um aumento exponencial deste número nos próximos anos.

Existem vários tipos de Diabetes, com sintomas e necessidades bastante distintas, que podem, portanto, afetar qualquer faixa etária. Todos os diabéticos, independentemente do seu tipo, precisam de acompanhamento e atenção redobrada. No entanto, a assistência médica não é suficiente, sendo fundamental o apoio e atenção da família e amigos para o bem-estar, físico e psicológico. A dinâmica familiar é alterada desde o diagnostico, quer seja a nível económico ou social, sendo exigida flexibilidade, serenidade e paciência a todos os membros da família.

Diariamente, surgem novas situações e imprevistos, que podem afetar todos os familiares. Para além disso, em muitos casos, o tratamento da diabetes tem de ser vigiado ou até mesmo administrado por um familiar. Em doenças como a Diabetes, que são incuráveis e desgastantes para o corpo humano (a nível físico e psicológico), a companhia dos que ama é fundamental para que a pessoa com diabetes possa viver uma vida perfeitamente saudável e normal, com um bom controlo glicémico.

No entanto, apesar de não ter cura, são vários os cuidados que os diabéticos devem ter, como manter uma alimentação saudável, praticar regularmente exercício físico e ingerir mais do que 1,5 litros de água diariamente. Por outro lado, é importante existir um diagnóstico precoce da diabetes, sendo essencial estar atento a possíveis sintomas como: ter constantemente fome e sede, urinar mais do que o habitual e perder muito peso. No entanto, é muito fácil ignorar estes sintomas, uma vez que podem facilmente ser associados a outras doenças. Para ser diagnosticada é apenas necessária uma análise ao sangue.

No Centro de Podologia de Famalicão, oferecemos um serviço de apoio à pessoa com diabetes, com especial destaque para o Pé Diabético, uma das problemáticas associadas a esta doença.

No dia 14 de novembro celebra-se o dia mundial da Diabetes

Autor: Francisco Oliveira Freitas, Podologista, Centro de Podologia de Famalicão

O Centro de Podologia de Famalicão foi a primeira Clínica de Vila Nova de Famalicão dedicada exclusivamente à consulta de Podologia. Parceiro da Associação de Diabéticos de Famalicão, o Centro visa proporcionar o bem-estar dos pacientes e dos seus familiares, com técnicas de prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação das patologias dos pés.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!