Melhorar a saúde física e mental em tempos de pandemia

Pandemia levou a alterações do dia-a-dia. A farmacêutica Maria Manuel Magalhães descreve, neste seu artigo, as vantagens do exercício físico e o uso da Homeopatia no controlo do stress. Uma abordagem que assinala o Dia Mundial da Atividade Física, a 6 de abril.

0
Maria Manuel Magalhães, Farmacêutica
Maria Manuel Magalhães, Farmacêutica. Foto: DR

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define atividade física como sendo qualquer movimento corporal produzido pelos músculos esqueléticos que requeiram gasto de energia. Inclui atividades físicas praticadas durante o trabalho, jogos, execução de tarefas domésticas, viagens e em atividades de lazer. A atividade física não deve ser confundida com “exercício”, que é apenas uma parte da atividade física.

A OMS recomenda para crianças e adolescentes cerca de 60 minutos de atividade física moderada a intensa por dia e para os adultos (maiores de 18) cerca de 150 a 300 minutos de atividade de intensidade moderada a vigorosa por semana. Pessoas com mais de 65 anos deverão fazer atividades que foquem na coordenação e equilíbrio bem como no fortalecimento muscular. Para que a atividade física seja eficaz deverá ter de duração mínima 10 minutos.

A atividade física moderada e intensa pode beneficiar muito a saúde nomeadamente:

no aparelho cardiovascular – reduzindo o risco de hipertensão e doença coronária;

na melhoria da saúde óssea – aumentando a flexibilidade e o aporte de nutrientes aos ossos, diminuindo o risco de quedas e fraturas;

na manutenção do peso e diminuição da gordura corporal – diminuindo o risco de diabetes e outras doenças metabólicas;

na melhoria da saúde mental – viver a vida mais alegre e ajudando a dormir melhor.

A situação de pandemia em que vivemos leva, para a maioria de nós, a uma diminuição da atividade física e à quase eliminação do exercício físico. Deixamos de andar a pé, trabalhamos em casa sentados muitas horas seguidas, ao computador ou ao telefone, e estamos praticamente inativos.

Neste contexto, a Homeopatia pode ser um aliado eficaz e ajudar na sintomatologia existente nomeadamente nas dores musculares de tensão, no alívio das cãibras e na rigidez articular. Dos inúmeros medicamentos homeopáticos que podem ser eficazes e seguros destacam-se:

Arnica montana – para o alívio das dores e fadiga muscular bem como para traumatismos por excesso de utilização muscular;

Cuprum metallicum – para o tratamento de cãibras musculares;

Gelsemium sempervirens – dores nos ombros e pescoço, dores de cabeça de tensão;

Rhus toxicodendron – para dificuldade de iniciar o movimento após longos períodos de inatividade, lesões dos ligamentos e dores nas articulações;

Ruta graveolens, usado em casos de torcicolo ou dificuldade de movimentar o pescoço, entorses e tendinites.

Também a nível mental a Homeopatia ajuda a controlar o stress e a ansiedade, a fadiga mental e a fraca qualidade do sono. Os seguintes medicamentos homeopáticos podem ser um aliado importante para vivermos a nossa vida de um modo mais leve e feliz:

Argentum nitricum – ansiedade, impulsividade, dificuldade em organizar o raciocínio;

Coffea cruda – agitação diurna e insónia por excesso de pensamentos ao deitar;

Ignatia amara – tristeza sem razão aparente, vontade chorar;

Nux vomica – irritabilidade diurna e despertar a meio da noite com muita dificuldade em voltar a adormecer.

Independentemente do que decidir fazer e enquanto permanecer em teletrabalho, não se esqueça de fazer uma pausa de 10 minutos para alongar braços, coluna e pernas para 50 minutos de trabalho sedentário.

Autora: Maria Manuel Magalhães, Farmacêutica

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!