Associação Patrulheiros cria Fundo Financeiro Ambiental

Bosque Madiba, na Mata do Bussaco, Centros Operacionais em Albergaria a Velha e São Jacinto, e criação de Fundo Financeiro Ambiental com seis milhões de euros nos próximos três anos, fazem parte do programa da Associação Patrulheiros para 2020.

0
Associação Patrulheiros cria Fundo Financeiro Ambiental
Associação Patrulheiros cria Fundo Financeiro Ambiental. Foto: DR

A Associação Patrulheiros, criada em 2018, pretende, em 2020, estender-se a todos os municípios portugueses, com a criação dos Patrulheiros Ativos, desenvolver-se para uma solução internacional, e criar um Fundo Financeiro Ambiental com seis milhões de euros nos próximos três anos.

No programa para os próximos três anos da Associação Patrulheiros consta que nos próximos três anos cada um dos 308 municípios terá um agente que fará o papel de embaixador entre a sua área de intervenção municipal, os voluntários e as entidades da região.

Cada um dos Voluntários com a função Patrulheiro Ativo vai receber um kit especial de trabalho que inclui acesso a formações específicas para apoio na prevenção ambiental e a entrega de uma bicicleta para patrulhas, que, em algumas regiões do país, será elétrica. Esta medida irá criar uma maior área de intervenção e minimizar os atentados ambientais, prevenindo e antecipando-os.

Do relatório de 2019 das atividades da Patrulheiros consta que foi dado início ao Bosque Madiba, um projeto único no mundo em memória de Nelson Mandela, e que teve a presença do neto e padrinho, Ndaba Mandela, fundador da África Rising Foudation. A inauguração está prevista para outubro deste ano. Um projeto que é realizado em parceria com o Município da Mealhada e a Fundação da Mata Bussaco vai ficar sediado no parque dos Leões na Mata do Bussaco.

A verba angariada com a venda das 99 árvores disponíveis, que contam a vida do Líder Africano, será reinvestida em programas de apoio à Mata e nas escolas do concelho, bem como em alguns projetos ambientais em Portugal.

A Associação planeia ainda o lançamento do Centro Operacional de Albergaria a Velha, previsto para maio deste ano, que irá dar apoio aos voluntários do município e que servirá para o desenvolvimento de ações de formação de índole ambiental, patrulhas em bicicleta e suporte às missões já existentes, no local e a nível nacional. A Associação prevê avançar com aulas de aprendizagem no uso da bicicleta elétrica em todas as suas vertentes, para uso pessoal e profissional.

No verão de 2020, está previsto ser lançado o novo Centro Operacional de São Jacinto, dedicado à zona costeira e proteção da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, para monitorização das Dunas e o apoio aos visitantes desta região com elevada sensibilidade ambiental.

Durante o ano de 2020 será criado um Fundo Financeiro Ambiental para suporte e apoio a intervenções em Portugal e expansão Internacional da Plataforma Patrulheiros. Este apoio poderá chegar aos seis milhões de euros de investimento em 2023. Canadá, Noruega e Irão fazem parte dos mercados onde já existem parceiros disponíveis para avançar.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!