Cidadãos da União Europeia vão ter um novo Europass

Novo Europass vai dar mais visibilidade às competências e qualificações em toda a União Europeia. Para além do CV Europass são adotadas outras ferramentas nas competências na área digital e uma gestão que permita antecipar tendências de mercado do trabalho.

0
Cidadãos da União Europeia vão ter um novo Europass
Cidadãos da União Europeia vão ter um novo Europass. Foto: Rosa Pinto

Os Estados-Membros da União Europeia (UE) adotaram hoje a proposta da Comissão Europeia (CE) para rever o atual quadro Europass. O novo Europass vai simplificar e modernizar o CV Europass e outras ferramentas no domínio das competências para a era digital.

A CE considera que o novo Europass vai ajudar as pessoas a dar mais visibilidade às suas qualificações e competências e ajudar os responsáveis políticos a antecipar as necessidades e as tendências do mercado de trabalho. Com a aprovação do novo Europass passam a estar cumpridas as dez ações anunciadas na Agenda de Competências para a Europa, lançada em junho de 2016.

A Comissária responsável pelo Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, Marianne Thyssen, referiu a propósito da aprovação pelos Estados-membros do novo quadro do Europass que “Durante mais de uma década, o Europass tem sido um instrumento essencial para apoiar uma melhor comunicação e uma melhor compreensão das competências e qualificações. Além disso, tem constituído uma ponte crucial entre o mundo do trabalho e o do ensino e da formação”.

A Comissária lembrou: “O portal Europass recebe mais de 55.000 visitas por dia e o CV Europass já foi objeto de mais de 100 milhões de downloads desde 2004”, números que demonstram o “valor acrescentado como um meio de comunicação de competências em toda a UE, mas tem de evoluir em paralelo com os desafios e oportunidades da era digital.”

Com a aprovação pelos Estados-Membros da “proposta de modernização, o Europass passará a oferecer um portfólio eletrónico para guardar e partilhar informações, ferramentas para a autoavaliação das competências pessoais e para descrever as formações, formais e informais, e as qualificações.”

Mas o novo Europass vai também, pela primeira vez, facultar informações “para apoiar a gestão das carreiras, incluindo informações sobre as tendências e a procura no mercado de trabalho e sobre orientações e oportunidades de aprendizagem em toda a Europa.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!