Dia Mundial da Asma: Asma afeta 700 mil portugueses

0
67
Partilhas
Foto: Rosa Pinto

O Dia Mundial da Asma é assinalado hoje, 2 de maio. A asma é uma doença respiratória crónica que afeta 700 mil portugueses e 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Para marcar a data o Instituto Mundipharma lança a campanha: “Que a Asma não te pare!”.

A iniciativa do Instituto Mundipharma tem como “objetivo principal sensibilizar os doentes para a importância de terem a doença controlada, para que possam ter uma vida o mais normal possível, sem limitações.”

Nove em cada dez doentes que sofrem de asma não controlada têm uma “perceção errada do estado de controlo da sua doença”, indica o Instituto Mundipharma, o que “pode dificultar a procura de melhor tratamento e controlo”. Uma das consequências do mau controlo da doença “são as agudizações de asma com necessidade de internamento, consultas de urgência e o absentismo à escola e ao trabalho.”

O Instituto Mundipharma refere, em comunicado, que “atualmente, as principais dificuldades no controlo da doença são a inadequada adesão ao tratamento regular e contínuo e a utilização incorreta dos dispositivos inalatórios”, o que “leva a que quase metade dos asmáticos portugueses não tenham a doença controlada, correspondendo a 43% da população geral e 51% da população pediátrica.“

Em Portugal os doentes com asma menos controlada são os das classes socioeconómicas mais desfavorecidas, com menor grau de escolaridade, idade pediátrica ou idosos e os que possuem um índice de massa corporal mais elevado.

Mário Morais de Almeida, alergologista e presidente da Associação Portuguesa de Asmáticos, citado em comunicado pelo Instituto Mundipharma, explicou que “a asma é uma doença crónica que pode e deve estar controlada”, e lembrou que “está nas mãos do asmático e dos seus cuidadores alcançar este objetivo que reduz custos e aumenta a qualidade de vida”.

A asma continua sem cura, mas têm ocorrido avanças significativos de conhecimento da fisiopatologia das doença e “atualmente existem fármacos eficazes, bem como consistentes orientações para o seu tratamento”

A iniciativa do Instituto Mundipharma de promover a campanha “Que a Asma não te pare!” pretende “chamar a atenção dos doentes para o facto de existir uma solução para o seu problema respiratório crónico.”

A campanha conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), a Fundação do Pulmão, a Associação Portuguesa de Asmáticos (APA) e do Grupo de Trabalho de Problemas Respiratórios (GRESP) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), e a participação “de José Mata como protagonista num vídeo de sensibilização para o diagnóstico e controlo da asma que será divulgado nas redes sociais e em spots de televisão.”

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz